14 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,1GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,4GW

Por que escolher a tecnologia das células TOPCon?

Confira as vantagens dos painéis com tecnologia TOPCon da Osda em comparação com os módulos convencionais

Autor: 25 de outubro de 2022dezembro 6th, 2022Tecnologia e P&D
5 minutos de leitura
Por que escolher a tecnologia das células TOPCon?

Linha de produção de células TOPCon da Osda. Foto: Osda/Divulgação

“A tecnologia TOPCon é a tendência de desenvolvimento da indústria fotovoltaica no futuro, que pode não apenas melhorar a eficiência da conversão fotoelétrica, mas também desenvolver mais rapidamente o processo de produção em massa melhorando a relação custo x benefício dos módulos.” É o que avalia Marcel Coelho, gerente de Produtos da Osda Solar.

“As células PERC têm um limite teórico de eficiência de cerca de 25%, que usam ‘contato passivo’ na sua tecnologia mais avançada. Porém, existem alguns fabricantes que produzem células TOPCon bifaciais tipo N cuja eficiência atingiu 25,2% a 26%, podendo ser maior, conforme a evolução”, destacou.

“No longo prazo, o prêmio de receita dos painéis solares TOPCon é muito maior do que o incremento de custo. E à medida que a tecnologia amadurece, ainda há espaço para redução de custos”, completou Coelho.

Como realizar a popularização da tecnologia TOPCon?

Segundo ele, atualmente, a capacidade de produção dos módulos Osda TOPCon está em fase de crescimento no mundo. “Em 2022, foi dado início a uma tendência de crescimento significativo na produção”.

“Espera-se que a produção desta tecnologia atinja 16,7 GW para todo o ano, um aumento de cerca de 500% em comparação com 3,3 GW em 2021. Estima-se ainda que a capacidade de produção acumulada do TOPCon ultrapasse 80 GW até o final de 2023”, disse.

Para o especialista, 2022 está se tornando o primeiro ano para a aplicação comercial em larga escala da tecnologia TOPCon.

Fábrica da Osda conta com 5 linhas de produção. Foto: Osda/Divulgação

Fábrica da Osda conta com 5 linhas de produção. Foto: Osda/Divulgação

Comparação entre TOPCon e módulos convencionais

Na visão dele, a eficiência teórica do TOPCon é muito maior do que a do tipo P. “A atual produção em eficiência máxima não excede 24,5% a 25%, fato que é superado com a tecnologia TOPCon que tem as vantagens de baixa atenuação, alta relação bifacial e baixo coeficiente de temperatura.”

“Para os clientes com instalações em solo ou telhado, se compararmos módulos TOPCon aos PERC, o tamanho dos painéis versus a potência dos módulos TOPCon não aumentou na mesma proporção. Ele não apenas economiza nos custos de instalação e no espaço do local, mas também melhora significativamente o rendimento fotovoltaico”, ressaltou.

Além disso, apontou que, na mesma versão, os painéis TOPCon fornecem um aumento de energia de 5% a 6% em comparação com o PERC, com a atenuação no primeiro ano do coeficiente de temperatura e o desempenho com pouca luz melhorado, bem como a geração de energia do ciclo de vida completo superior ao PERC.

“Isso significa que os módulos TOPCon terão um acréscimo de produção em relação ao PERC sob a mesma ótica de análise de custo de geração de energia”, afirmou.

Economia no custo de envio

Comparado com o PERC, o gerente de Produtos da Osda Solar comentou que o número de painéis TOPCon aumentou no mesmo espaço de um container de importação, pela sua construção física.

“Para um contêiner de 40 HQ, o PERC pode conter apenas 620 peças, enquanto o TOPCon, 570 W ou 575 W, pode chegar a 740 peças, o que economizará em muito o custo de envio, diluindo melhor o frete na composição final do preço do produto.”, exemplificou.

Benefícios econômicos

“No geral, o ganho de lucratividade dos componentes TOPCon é muito maior do que o incremento de custo. Não é difícil ver que a vantagem dos benefícios econômicos tem sido óbvia e compensadoras”, pontuou.

Portanto, Coelho enfatizou que os principais fabricantes estão buscando ativamente avanços tecnológicos. “E um dos direcionamentos mais importantes é a rota tecnológica de módulos cada vez mais eficientes usando TOPCon”.

Nova fábrica da Osda

A Osda Solar anunciou que construiu este ano, em Linyi, província de Shandong, na China, uma nova fábrica para produzir 10 GW/ano com tecnologia de células TOPCon, atendendo módulos de alta eficiência no mercado de energia solar.

O empreendimento conta com cinco linhas de produção, com destaque para painéis monocristalinos de 570 W e 575 W, que possuem certificação CE e Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia) para o Brasil.

Além disso, destacaram que a fábrica conta com um centro de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) com foco em sistemas de armazenamento de energia.

Fábrica da Osda, localizada na província de Shandong, na China. Foto: Osda/Divulgação

Fábrica da Osda, localizada na província de Shandong, na China. Foto: Osda/Divulgação

Atuação no Brasil

Em junho deste ano, a companhia já havia inaugurado um escritório no Brasil, na cidade de São Paulo, com o objetivo de atender com mais eficiência os clientes e investir na expansão do mercado nacional.

A fabricante também possui escritórios neste modelo, em outros países como Estados Unidos, Holanda, Alemanha, Dinamarca, Polônia, Bangladesh, Tailândia, Índia e Yemen. Além disso, se projeta a instalação de um armazém até o início de 2023. O local visa disponibilizar produtos a pronta entrega para suprir as demandas mais urgentes.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.