29 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Qn-Solar obtém aumento de 70% na comercialização de módulos

Empresa destaca que a capacidade de produção de painéis chegou a 39 GW em outubro deste ano

Autor: 29 de novembro de 2023fevereiro 26th, 2024Mercado
3 minutos de leitura
Qn-Solar obtém aumento de 70% na comercialização de módulos

Empresa está expandindo sua atuação em diversos mercados pelo mundo. Imagem: Qn-Solar/Divulgação

A Qn-Solar anunciou que obteve um aumento de 70% na comercialização de módulos fotovoltaicos no primeiro semestre de 2023, em comparação com o mesmo período do ano passado.

A empresa vem expandindo seus negócios para vários mercados além da China e viu um impulso nos negócios no mercado europeu, gerando mais de 100 MW em pedidos nos primeiros seis meses.

“Estamos entusiasmados em continuar nosso crescimento como fabricante líder de energia fotovoltaica e expandir nossa presença global com planos de construir fábricas fora da China”, disse Stephen Cai, presidente e cofundador da Qn-Solar.

“A Qn-Solar está empenhada em oferecer excelente atendimento e suporte aos nossos clientes. Com logística, tecnologia e outras equipes de serviços locais na Europa e no Brasil, estamos melhor equipados para atender às necessidades dos clientes locais e oferecer-lhes a melhor experiência possível”, ressaltou.

Recentemente, a companhia solicitou várias certificações de diferentes países para endossar seus produtos e expandir ainda mais o cenário de negócios. Além disso, participaram de várias feiras no segundo semestre deste ano, incluindo a Intersolar South America, realizada em agosto em São Paulo (SP).

Células TOPCon

Em 19 de setembro de 2023, a Qn-Solar comemorou seu terceiro aniversário com um evento em Xinyi, Jiangsu, comemorando o primeiro ano de produção de células solares TOPCon N-Type de alta eficiência.

Funcionários do governo local, que têm responsabilidades de supervisão das instalações de produção da Qn-Solar, bem como executivos das sete principais bases de fabricação da companhia, escritórios no exterior e mais de 300 participantes se reuniram.

Jack Ren, fundador e presidente da empresa, falou sobre a jornada de três anos da fabricante. “Estabelecemos quatro metas principais: compromisso com as estratégias nacionais; intensificar o foco nos principais setores de negócios; melhorar a produção doméstica e o engajamento do mercado local; e promover o bem-estar de todas as partes envolvidas”.

Em 2021, por exemplo, a instalação em Xinyi fez a transição da assinatura do contrato para o estabelecimento do local e, em seguida, para a configuração da linha de produção, em apenas 121 dias.

Em 2022, a instalação em Dangyang alcançou a capacidade de produção em menos de 150 dias. Já em 2023 a instalação em Baotou passou do início da construção para a produção oficial em 50 dias.

Usina com módulos fotovoltaicos da Qn-Solar. Imagem: Qn-Solar/Divulgação

Usina com módulos fotovoltaicos da Qn-Solar. Imagem: Qn-Solar/Divulgação

Expansão na China

Para elevar sua posição de mercado e alcance, a Qn-Solar lançou sete centros estratégicos de fabricação solar em todo o país. Estabeleceram ainda uma rede de produção abrangente que vai de Xinyi, em Jiangsu, a Baotou, na Mongólia Interior, e de Dangyang, em Hubei, a Dongzhi, em Anhui.

Portfólio de produtos

Entre os produtos de destaque da empresa está a série Pioneer, com o módulo retangular Pioneer Nº 3 TOPCon N-Type, fabricado usando soldagem de baixa temperatura, corte não destrutivo preciso e encapsulamento denso.

Segundo a Qn-Solar, o painel atinge a potência de pico de 615 W e eficiência de 22,8%, com ofertas primárias em 605 W, melhorando a relação custo-benefício.

Sobre a Qn-Solar

A fabricante está presente na Ásia-Pacifico, Europa, América do Norte e América do Sul. Em outubro deste ano, destacaram que a capacidade de produção de células e módulos fotovoltaicos chegou a 69 GW e 39 GW, respectivamente.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.