1 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

São Paulo, Minas Gerais e Paraná lideram expansão da GD em 2023

Estados foram os que tiveram maior potência instalada no ano, de acordo com a ANEEL

Autor: 2 de janeiro de 2024Brasil
2 minutos de leitura
São Paulo, Minas Gerais e Paraná lideram expansão da GD em 2023

Foto: Envato Elements

Em 2023, o Brasil contou com um aumento de 41% de potência instalada de GD (geração distribuída), liderado pelos estados de São Paulo, Minas Gerais e Paraná, segundo a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Ainda de acordo com a ANEEL, o aumento em 2023 foi de 7,42 GW em todo o país a partir de 623 mil sistemas fotovoltaicos. Esse crescimento, porém, foi menor do que em 2022, quando a potência instalada cresceu por volta de 8,3 GW.

Segundo o órgão, São Paulo instalou cerca de 1,1 GW, enquanto Minas Gerais e Paraná instalaram 860 e 627 MW respectivamente.

A ampliação da GD gerou créditos para 119 mil, 79 mil e 57 mil UCs (unidades consumidoras) em SP, MG e PR, respectivamente.

O Rio Grande do Sul, que vem logo em seguida, teve mais instalações de sistemas fotovoltaicos em comparação a Minas Gerais e ao Paraná. No entanto, a ampliação da potência foi de cerca de 600 MW, o que significa que as instalações foram de sistemas menores.

Neste momento, o Brasil tem 25,5 GW de potência em GD em mais de dois milhões de sistemas. A classe de consumo que mais cresceu foi a residencial com 3,55 GW instalados em 2023, seguida pela comercial que teve 2,04 GW.


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Frederico Tapia

Frederico Tapia

Estudante de jornalismo pela UNESP do campus de Bauru. Possui experiência em produção de matérias jornalísticas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.