21 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,4GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,5GW

Shell desenvolve segundo projeto fotovoltaico no Brasil

A multinacional petrolífera já entrou com pedido de concessão na ANEEL

Autor: 26 de janeiro de 2021junho 22nd, 2023Brasil
2 minutos de leitura
Shell desenvolve segundo projeto fotovoltaico no Brasil

A Shell, multinacional petrolífera, está desenvolvendo um projeto para implementação de um complexo fotovoltaico na cidade de São João do Rio do Peixe (PB). O empreendimento contará com sete parques geradores de energia solar com a capacidade instalada prevista de 323 MW. 

A empresa ainda não disponibilizou a data prevista para a implementação do projeto, mas já entrou com pedido de concessão na ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). 

Investimentos em energia solar

O projeto no estado da Paraíba não é o primeiro investimento da Shell no segmento fotovoltaico no Brasil.  A empresa solicitou para a ANEEL, em abril do ano passado, a concessão para a construção de três usinas fotovoltaicas em Minas Gerais.com capacidade instalada total de 150 MW.

Ao todo, a Shell possui de 31 pedidos de instalação de usinas solares fotovoltaicas no Brasil, 24 apenas no estado de Minas Gerais. No total, a empresa 1,423 GW de potência outorgada. 

Aposta em renováveis 

A partir de 2020, a Shell irá investir anualmente US$ 3 bilhões em projetos de energias renováveis no mundo todo. O investimento faz parte da estratégia da empresa de zerar as emissões de CO2 até 2050. Em outubro do ano passado, a empresa anunciou para o Brasil uma nova estrutura para o negócio de energia elétrica e gás natural.

O objetivo é criar um modelo integrado de energia elétrica no país, além de comercializar e otimizar as vendas para os consumidores finais da empresa. 

Redação do Canal Solar

Redação do Canal Solar

Texto produzido pelos jornalistas do Canal Solar.

Um comentário

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.