5 de julho de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.09GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 11,3W

SP destina R$ 300 mi para hospitais financiarem equipamentos fotovoltaicos

Governo anuncia nova linha de crédito, denominada ESG Saúde, para Santas Casas e hospitais filantrópicos

Autor: 4 de outubro de 2021Brasil
SP destina R$ 300 mi para hospitais financiarem equipamentos fotovoltaicos

O governo de São Paulo anunciou, na última quinta-feira (30), uma nova linha de crédito, da ordem de R$ 300 milhões, voltada exclusivamente ao financiamento da aquisição de sistemas e equipamentos de energia solar para Santas Casas e hospitais filantrópicos.

O financiamento pode cobrir até 100% da implementação, sem juros, com prazo de pagamento em até seis anos e carência de 12 meses. O aporte vai garantir que os adimplentes tenham a parcela fixa do juros totalmente subsidiada, e arquem somente com a Selic.

“Com a energia fotovoltaica terão uma economia de até 90% na conta de luz e um comportamento adequado, ambientalmente responsável. Um retorno de curto prazo, de fácil e rápida implantação e reduzindo a emissão de carbono”, disse João Dória, governador de São Paulo.  

Leia mais: Estado de SP ultrapassa 900 MW de potência instalada em GD

Ademais, ele destacou que a nova linha de crédito, denominada ESG Saúde, foi pensada pela equipe do governo do estado, que ressaltou que o valor economizado com a solar poderá depois ser direcionado ao fortalecimento da capacidade de atendimento dos hospitais. 

Entidades beneficentes e assistenciais que realizam atendimento SUS na área da saúde no estado de São Paulo podem solicitar o crédito pelo site www.desenvolvesp.com.br

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de dois anos, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.