14 de junho de 2021

Carrinho

Spin lança linha de trilhos econômicos

Os produtos foram criados a partir da opinião dos integradores do setor solar

Autor: 5 de maio de 2021Brasil
Spin lança linha de trilhos econômicos

Com a finalidade de oferecer uma opção econômica para o mercado fotovoltaico, a fabricante de estruturas fotovoltaicas Spin lançou os trilhos que farão parte da nova linha econômica da empresa. “A mesma qualidade, com um preço novo”, afirmou a empresa. 

Segundo a empresa, seus novos trilhos suportam espaçamentos de até 2 metros, possui uma fixação por clip, junção fixação facilitada e clamps para painéis fotovoltaicos de 35 mm até 45 mm. A montagem é flexível, permitindo a implementação dos módulos no retrato e paisagem. 

Além disso, a fabricante afirmou que os produtos possuem fácil acesso para todos os pontos de apertos e regulagens, tratamento superficial de KTL/Poliester com padrões automotivos e sem metais pesados, além de alta resistência a corrosão e raio UV.

Para a produção dos equipamentos a Spin consultou diversos integradores do mercado fotovoltaico. A preocupação foi trazer um produto que oferecesse mais segurança e resistência, além da facilidade de aplicação dos fixadores.

De acordo com Júlio César Tavernaro Ribeiro, consultor de vendas da Spin, os equipamentos são enviados para os distribuidores em kits customizados, além de serem organizados conforme a ordem de montagem, os kits acompanham um guia. 

“O instalador irá abrir a caixa e receber um guia de montagem impresso, um guia rápido com todas as informações sobre os parafusos e posições de montagem e também, esse guia rápido, possui um QR Code que direciona para o nosso acervo de materiais de montagem no site da Spin”, explica Ribeiro.  

Confira as características dos fixadores da linha economia da Spin para cada tipo de telhado clicando aqui.

Giuliana Olivieri

Giuliana Olivieri

Jornalista com experiência em produção de programa de entrevistas, reportagens diárias e edição de áudio. Graduanda em Comunicação Social na PUC-Campinas.

Comentar