Startup americana desenvolve ‘janela solar’

Ele pode ser aplicado, por exemplo, nas janelas dos arranha-céus, no vidro de automóveis e no vidro do iPhone
2 minuto(s) de leitura

Já imaginou uma janela que gera eletricidade? Uma startup dos Estados Unidos acredita que consegue desenvolver uma tecnologia capaz de fazer isso. A Ubiquitous Energy, localizada na Califórnia, produziu células solares transparentes para criar uma espécie de “vidro solar”, que pode transformar a luz do sol em energia trabalhando como painéis solares.

“Ele pode ser aplicado, por exemplo, nas janelas dos arranha-céus, no vidro de automóveis e no vidro do iPhone”, disse Miles Barr, fundador e diretor de tecnologia da Ubiquitous Energy, em entrevista à CNN Business.

De acordo com Barr, as “janelas solares” podem produzir até dois terços da energia que os painéis tradicionais produzem. “É uma tecnologia que vem para complementar, não para substituir as já existentes. A combinação dos dois métodos pode levar a zero o consumo de energia líquida de grandes edifícios”, explicou.

A Ubiquitous Energy espera usar essa tecnologia para transformar praticamente qualquer superfície de vidro comum em uma célula solar. A expectativa é que a fabricação dos produtos começe nos próximos dois anos.

Sobre o produto

O núcleo do produto é um corante orgânico, usado para revestir superfícies de vidro. O corante permite a passagem da luz solar visível, como as janelas normais, mas captura os raios infravermelhos invisíveis dessa luz.

“Corantes absorvedores de luz são encontrados ao nosso redor. Eles estão em tintas, em pigmentos para roupas e até em dispositivos eletrônicos”, disse Barr. “O que fizemos foi projetar esses corantes para absorver seletivamente a luz infravermelha e também convertê-la em eletricidade”, concluiu.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal