Telemedicina chega a comunidade indígena com ajuda da energia solar

A comunidade indígena Três Unidos, localizada na APA (Área de Proteção Ambiental) do Rio Negro, a 60 km de Manaus, recebeu a instalação de um sistema fotovoltaico para auxiliar no serviço de telemedicina, diminuindo os impactos da Covid-19 e melhorando o atendimento de saúde na região.

De acordo com a FAS (Fundação Amazonas Sustentável), no local, há um posto de saúde que funcionava apenas com um gerador de energia, movido a combustível, o que gerava diversos problemas e insegurança no atendimento. Além disso, a comunidade não tem acesso à energia elétrica e não é beneficiada pelo programa LPT (Luz Para Todos).

De acordo Jousanete Dias, uma das responsáveis pelo projeto, com o novo sistema de energia solar, o trabalho dos profissionais de saúde será facilitado e os moradores não precisarão mais se deslocar até a cidade para garantir atendimento médico. No total, mais de 120 famílias serão beneficiadas

Jousanete destacou ainda que a energia limpa vai gerar redução de custos e promoção de renda para a comunidade, além de atender os pequenos negócios e o turismo local.

Segundo a FAS, a instalação do sistema fotovoltaico é resultado de uma parceria com a Embaixada da Irlanda no Brasil.

{loadmoduleid 254}

{loadmoduleid 257}

{rfbcomment}100%{end-rfbcomment}

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal