Trina conquista certificado de qualidade para painéis com potência de 660 W+

A fabricante de módulos fotovoltaicos conquistou dois certificados da TÜV Rheinland
24-02-2021-canal-solar-Trina conquista certificado de qualidade para painéis com potência de 660 W+

A Trina Solar anunciou a conquista de dois certificados da TÜV Rheinland para seus painéis solares Vertex 660 W. Segundo a empresa, é a primeira vez que uma fabricante de módulos obteve uma certificação dupla de proteção ambiental.

Para Zhao Mengyu, diretor sênior do Departamento de Qualidade da Trina, a conquista valoriza a atuação da empresa. “Desde a fundação da Trina, a companhia é focada na inovação, confiabilidade e nas necessidades do consumidor”, disse. 

Chris Zou, vice-presidente de Serviços Solares da TÜV Rheinland China Continental, parabenizou a fabricante pelos certificados e disse que a alta potência e eficiência é a direção inevitável para o desenvolvimento de painéis, e a forma mais efetiva de reduzir o LCOE (Custo Nivelado da Energia).

“O certificado IEC para os painéis Vertex 660 W+ é mais um avanço significativo conquistado pela Trina Solar, após os certificados recebidos pelos seus painéis 550 W/600 W, em setembro. Isto não é apenas uma grande inovação para eles, mas também um indicador das tremendas probabilidades para grandes usinas de energia reduzirem os custos de BOS (Balanço do Sistema) e LCOE, aumentando o retorno”, ressaltou Zou. 

A família Vertex é composta por cinco modelos de painéis – 400 W, 500 W, 550 W, 600 W e 660 W – indicados para uma variedade de aplicações versáteis, incluindo uso em telhados residenciais e comerciais, usinas de energia e iluminação de agricultura e pesca. 

De acordo com a fabricante, os módulos 660 W+ geram uma potência de 675 W, com eficiência de conversão de 21,7%. 

“Os painéis Vertex 660 W+ alcançam maior redução dos custos BOS e do LCOE. Isso irá ajudar a acelerar o desenvolvimento da indústria fotovoltaica, e em particular impulsionar os esforços da empresa em direção a construir um mundo zero-carbono”, destacou Mengyu.

A Trina também anunciou no começo deste ano um algoritmo que pode aumentar a geração de energia entre 3% e 8%. Tal eficácia varia de acordo com cada projeto, os aspectos do terreno e do clima em cada local. 

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal