24 de outubro de 2021

UFSM recebe R$ 6,5 milhões em aportes para projetos de P&D

Universidade Federal de Santa Maria firma parceria com CPFL para garantir melhor gestão da energia

Autor: 14 de junho de 2021Tecnologia e P&D
UFSM recebe R$ 6,5 milhões em aportes para projetos de P&D

A RGE, distribuidora do grupo CPFL Energia no Rio Grande do Sul, anunciou que investiu R$ 6,5 milhões em projetos de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) na UFSM (Universidade Federal de Santa Maria). 

De acordo com a empresa, o objetivo é garantir uma melhor gestão da energia na universidade e, também, no dia a dia dos clientes. Ao total, já foram finalizados três de cinco programas que estavam sendo desenvolvidos em parceria desde 2016.

Uma das iniciativas concluídas foi um sistema de gestão de gerenciamento da eletricidade gerada e consumida na UFSM, criando o conceito de “Campus Inteligente”. Com aporte de R$1 milhão, a mesma poderá ter monitoramento em tempo real do seu consumo e controlará a iluminação pública por telecomando. 

Ademais, irá conseguir aproveitar melhor a usina solar fotovoltaica instalada no ano de 2018 e ter uma gestão mais eficiente dos sistemas internos de climatização e iluminação. Com isso, a estimativa é que haja uma economia de R$150 mil por ano nos custos com energia elétrica. 

“Olhamos sempre para a frente, buscando as melhores soluções tecnológicas e inovadoras para o desenvolvimento do negócio, focados no cliente. E ter isso em parceria com o campo acadêmico e de pesquisa é um orgulho para a CPFL Energia”, afirmou Rafael Moya, gerente de Inovação e Transformação da CPFL Energia.

Segundo a companhia, outro projeto finalizado foi uma plataforma de inteligência computacional para a operação de redes elétricas em tempo real, com enfoque em regiões com características rurais. 

Tal tecnologia, que teve investimento de R$ 2,97 milhões, permite detectar e restaurar episódios de interrupção de energia com mais rapidez, reduzir os índices de perdas, melhorar a qualidade do fornecimento ao consumidor e garantir uma operação mais eficiente.

De acordo com a distribuidora, este programa contribuiu para a montagem de um laboratório de testes das soluções desenvolvidas, no campus da UFSM, agregando medidores inteligentes de energia, religadores e bancos capacitores.

Já o outro projeto concluído, denominado “Planejamento Dinâmico de Operações”, foi pensado para otimizar os despachos das equipes de campo da distribuidora e contou com investimento de R$ 1 milhão. 

O uso da tecnologia permite um melhor planejamento dos serviços a serem realizados, dando mais agilidade ao trabalho, considerando criticidade, tempo de deslocamento e atividade e quantidade de clientes afetados. 

Investimentos em P&D e sustentabilidade

A CPFL Energia  investiu R$ 236,9 milhões no ano de 2020 nos programas de P&D e de eficiência energética regulados pela ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica).

Em Pesquisa e Desenvolvimento, o aporte foi de R$ 72,9 milhões em 48 projetos que desenvolvem tecnologias e inovações.

Estes investimentos fazem parte do plano de sustentabilidade da CPFL Energia, que prevê a aplicação, até 2024, de mais de R$ 1,8 bilhão para impulsionar a transição para uma forma mais limpa e renovável. 

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar