Usinas híbridas ampliam potencial energético de produtores rurais

As usinas poderão gerar 100% de toda a energia que os produtores rurais consomem em suas fazendas
2 minuto(s) de leitura

Combinar energia solar e biogás, extraindo o máximo do potencial de geração das duas fontes: compostos orgânicos e o sol. Esse é o objetivo de uma empresa paranaense, que está desenvolvendo usinas híbridas que podem elevar o patamar de produção de energia dos produtores rurais.

Durante o dia, os painéis fotovoltaicos geram a eletricidade para o funcionamento da usina. Já os resíduos orgânicos são transformados em biogás, que é armazenado em cilindros ou grandes reservatórios para ser usado nos momentos em que não há irradiação solar.

“As usinas poderão gerar 100% de toda a energia que os produtores rurais consomem em suas fazendas, agroindústrias e granjas de forma constante e distribuída, por todo o período de funcionamento, sem interrupção”, explica Alexandre Brandão, CEO do Grupo Alexandria.

Esta combinação da energia vai potencializar as vantagens já conhecidas como, por exemplo, otimizar o uso da rede de transmissão, reduzir a variabilidade diária e mensal das fontes eólica e solar, além de ganhos sinérgicos na construção, operação e manutenção.

“Em um dos países que recebem a maior irradiação solar do planeta e que possui grandes propriedades rurais com alta produção de resíduos orgânicos, a introdução das usinas híbridas é uma alternativa natural”, concluiu Brandão.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal