23 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

Veja o ranking dos principais fornecedores de módulos até o 3º trimestre de 2023

Os fabricantes Jinko Solar, Longi, Trina Solar, JA Solar e Canadian Solar lideram as cinco primeiras posições

Autor: 12 de janeiro de 2024Mercado
3 minutos de leitura
Veja o ranking dos principais fornecedores de módulos até o 3º trimestre de 2023

Imagem: Divulgação/Jinko Solar

Os fabricantes Jinko Solar, Longi, Trina Solar, JA Solar e Canadian Solar lideram o ranking de fornecedores de módulos fotovoltaicos em 2023, considerando dados consolidados até o terceiro trimestre, segundo dados da Solarbe Global.

Apesar dos desafios de estoques e desequilíbrios entre oferta e demanda, os principais fabricantes de módulos continuam a dominar o cenário mundial, demonstrando suas capacidades de garantir mercado.

As estratégias de preços também desempenharam um papel fundamental, com propostas tão baixas quanto CNY 0,9933/W para módulos tipo P e CNY 1,08/W para módulos do tipo N, sinalizando um cenário competitivo para a indústria.

“Apesar de uma ligeira queda nos acréscimos mensais, a capacidade solar acumulada nos primeiros nove meses de 2023 ultrapassa os 128,94 GW apenas na China. As projeções sugerem que a capacidade solar anual poderá atingir 150-160 GW na China e espantosos 450 GW a nível mundial, estabelecendo novos recordes para a indústria”, diz a Solarbe Global.

O ranking (veja ao final) é baseado em informações compiladas pela Solarbe com base em dados públicos. Os dados governamentais destacam o crescimento robusto na produção de componentes-chave, como polissilício, pastilhas de silício, células e módulos.

No competitivo mundo da energia solar, os cenários de licitação revelam uma distinção clara entre marcas de primeira linha e players emergentes. As marcas Top 4 mantêm a sua posição, enquanto as marcas Top 5-9 fazem progressos significativos.

Liderando o grupo, a Jinko Solar se destaca com mais de 52 GW em remessas de módulos, demonstrando sua força no mercado do tipo N. 

O mercado mantém a tecnologia tipo N como escolha principal da maioria dos fabricantes, com empresas como Jinko Solar, Astronergy, DAS Solar e outras relatando consistentemente altas de remessas de módulos dessa categoria. “A indústria antecipa uma mudança contínua em direção a essas tecnologias mais eficientes”, diz a Solarbe.

Fabricantes em ascensão

O Top 4 concentra 50% da oferta, com cerca de 180 GW de volume vendido. As 9 principais marcas comercializam mais de 275 GW, superando mais de 80% da demanda do mercado.

Embora as marcas de primeira linha mantenham o seu ímpeto, novos participantes como a TW Solar emergem como desafiantes competitivos, alcançando remessas trimestrais notáveis ​​de quase 11 GW.

O desempenho positivo da Astronergy acrescenta mais competitividade ao mercado, com uma abordagem ativa nas concorrências e um compromisso de aproveitar todas as oportunidades.


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Wagner Freire

Wagner Freire

Wagner Freire é jornalista graduado pela FMU. Atuou como repórter no Jornal da Energia, Canal Energia e Agência Estado. Cobre o setor elétrico desde 2011. Possui experiência na cobertura de eventos, como leilões de energia, convenções, palestras, feiras, congressos e seminários.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.