4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Adalberto Maluf assume Secretaria Nacional do Meio Ambiente Urbano e Qualidade Ambiental

Executivo, com atuação no mercado solar e de eletromobilidade, tomou posse nesta quarta (22)

Autor: 23 de março de 2023Transição energética
3 minutos de leitura
Adalberto Maluf assume Secretaria Nacional do Meio Ambiente Urbano e Qualidade Ambiental

Entre os temas que terão destaques está a transição energética por meio de fontes limpas

Adalberto Maluf Filho tomou posse nesta quarta-feira (22) como secretário Nacional do Meio Ambiente Urbano e Qualidade Ambiental, do Ministério do Meio Ambiente e Mudanças Climáticas. A nomeação foi publicada no DOU (Diário Oficial da União) na terça-feira (21), após escolha da ministra Marina Silva.

Em entrevista ao Canal Solar, Maluf explicou que o principal objetivo da secretaria de Meio Ambiente Urbano e Qualidade Ambiental é contribuir para que o Ministério atue cada vez mais próximo às cidades, no desenvolvimento da mobilidade urbana sustentável, habitação de interesse popular, adaptação às mudanças climáticas e também o tema de energia limpa.

“A ministra colocou como prioridade o Brasil ter um plano de transição energética um pouco mais amplo, que entenda todos os benefícios, os custos ambientais, sociais e econômicos de todas as fontes de energia e de todos os combustíveis para que seja possível pensar um Brasil a longo prazo. Essas são as diretrizes da ministra e esta é uma área que ela me pediu para atuar bastante”, relatou.

“O Ministério do Meio Ambiente quer trabalhar em cooperação com o Ministério de Minas e Energia e com Ministério da Indústria na transição energética, do ponto de vista de combustíveis limpas, energia renováveis e a indústria verde”, pontuou

Questionado sobre planos para a mobilidade elétrica, Maluf comentou que o ministério pensa, principalmente, na descarbonização do transporte nas cidades.

“Quanto à eletrificação é importante destacar o potencial de ampliação dos biocombustíveis, em complementaridade à eletrificação da mobilidade urbana e o transporte de cargas. O ministério tem a prerrogativa de pensar a descarbonização do transporte e da mobilidade nas cidades e, na nossa opinião, a descarbonização passa pela ampliação do transporte público de baixo carbono, o aumento no uso do biocombustível, em especial o etanol, e a transição do parque produtivo à combustão para o etanol e o plugin à bateria, priorizando o híbrido, flex e os veículos elétricos plug-in. Precisamos adensar a cadeia do lítio e dos semicondutores, gerando inovações e tecnologias limpas no Brasil”.

Para tomar posse como secretário, Maluf deixou o cargo de diretor da BYD e, em breve, deixará a presidência da ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico).

Adalberto Maluf atuou, por sete anos, como diretor da Fundação Clinton Climate Initiative, junto com a rede C40, de grandes cidades do mundo comprometidas na luta contra questões ambientais. No ano passado, foi candidato a deputado federal pelo PV (Partido Verde).

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.