25 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,81GW

ANEEL abre consulta pública para edital do leilão de sistemas isolados 2021

Segundo a agência, espera-se atender 23 municípios de cinco estados brasileiros

Autor: 26 de novembro de 2020Setor Elétrico
ANEEL abre consulta pública para edital do leilão de sistemas isolados 2021

A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) abriu, nesta quinta-feira (26), a Consulta Pública n.º 070/2020 para debater a minuta do Leilão para Suprimento aos Sistemas Isolados, previsto para 26 de março de 2021.

Ao total, são cinco lotes, destinados a soluções de suprimento para mercados consumidores dos sistemas isolados.

Segundo a agência, espera-se atender 23 municípios de cinco estados brasileiros: Acre, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima. No total, a potência requerida pelos empreendimentos é de 93,7 MW.

O início de suprimento de todos os lotes está previsto para 1º de abril de 2023. O período varia de 28 meses a 60 ou 180 meses, a depender da previsão de interligação e da fonte. No caso das renováveis, o período é de até 60 meses.

A ANEEL afirmou ainda que as soluções de suprimento poderão considerar o uso misto de fontes e tecnologias, inclusive de armazenamento de energia.

A consulta pública estará disponível para contribuições entre o dia 26 de novembro e 11 de janeiro do ano que vem. A minuta de edital e demais documentos relacionados poderão ser acessados na página da ANEEL na internet.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.