19 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,4GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,5GW

ANEEL aprova tarifa de energia da usina de Itaipu para distribuidoras

Valor será de US$ 20,23 por kW ao mês, uma queda de 18% em relação ao valor praticado em 2022

Autor: 26 de abril de 2023Setor Elétrico
1 minutos de leitura
ANEEL aprova tarifa de energia da usina de Itaipu para distribuidoras

Foto: Divulgação/Itaipu Binacional

A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou nesta terça-feira (25) a tarifa de repasse da energia produzida pela usina hidrelétrica de Itaipu para 2023.

O valor será de US$ 20,23 por kW ao mês neste ano, uma queda de 18% em relação ao valor praticado no ano passado, que era de US$ 24,73/kW.  

Com a decisão, as distribuidoras cotistas que recebem a energia da usina vão aplicar o novo valor nas tarifas com efeito retroativo a janeiro.

Basicamente, a tarifa de repasse de Itaipu é o valor pago pelas distribuidoras que compram energia da usina através da ENBPar (Empresa Brasileira de Participações em Energia Nuclear e Binacional), que assumiu a operação da hidrelétrica após a privatização da Eletrobras.

Com 20 unidades geradoras e 14.000 MW de potência instalada, a usina de Itaipu atende cerca de 11,3% da demanda do mercado brasileiro e 88,1% do mercado paraguaio. 

A usina foi construída a partir de tratado internacional celebrado entre o Brasil e o Paraguai em 26 de abril de 1973, tendo como finalidade realizar o aproveitamento dos recursos hídricos do Rio Paraná, pertencentes aos dois países.

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Um comentário

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.