24 de outubro de 2021

Banco Safra e Copérnico disponibilizam FGTS para compra de kits fotovoltaicos

Saque-aniversário pode ser antecipado e usado como valor de entrada na aquisição dos sistemas de geração fotovoltaica

Autor: 23 de setembro de 2021Brasil
Banco Safra e Copérnico disponibilizam FGTS para compra de kits fotovoltaicos

Num momento de alta da bandeira tarifária, da pior escassez hídrica nos últimos 90 anos, e de um provável racionamento de energia elétrica, o Banco Safra e a Copérnico fecharam uma parceria para aumentar o poder de compra dos consumidores que almejam instalar sistemas de energia solar, por meio da utilização de FGTS na compra dos kits fotovoltaicos.

“O que fizemos foi fechar uma parceria com o Banco Safra para que o cliente possa utilizar o FGTS na modalidade saque-aniversário e instalar um sistema de energia solar em sua casa sem aumentar o endividamento da família. Com isso, o consumidor poderá antecipar em até cinco anos o montante do FGTS aniversário, dar o valor como entrada e financiar o restante”, explica Hugo Albuquerque, head comercial da Copérnico.

Albuquerque destaca que a iniciativa pode melhorar a análise de crédito do consumidor, porque faz com que ele utilize um dinheiro que estava parado e que não teria acesso em curto espaço de tempo para dar entrada no seu sistema residencial. “A medida também impede que o consumidor esprema o seu próprio orçamento doméstico e corra risco de endividamento”, ressaltou.

O executivo pontuou ainda que um dos motivos que levaram a criação do modelo para aquisição dos kits fotovoltaicos foi o fato de alguns estados brasileiros terem começado a incidir o ICMS sobre a tarifa de energia, tornando o sistema menos atrativo do ponto de vista do payback. “O que tínhamos que fazer era criar mais prazos de pagamento para que o cliente conseguisse pagar a parcela de financiamento com um valor menor ou igual da sua conta de energia antes de instalar um sistema de energia solar”, comentou.

Leia também: Linhas de financiamentos tornam a energia solar mais acessível.

Ele ressaltou ainda que ao utilizar a antecipação do saque-aniversário, o cliente final poderá pagar o saldo no cartão em até 21 parcelas, ou mesmo financiar em 120 meses, produto que será lançado oficialmente na Feira Intersolar. “Entendemos que nem sempre o cliente final tem o seu crédito aprovado, algumas vezes em virtude do valor requisitado. Às vezes, ele tem a liberação de um crédito de R$ 15 mil, por exemplo, mas precisava de mais do que isso para comprar e instalar o sistema fotovoltaico”, finalizou Albuquerque.

O funcionamento será via uma plataforma que o cliente final vai acessar e poder fazer a liberação do saque aniversário. Já existe uma cartilha para isso, basta o integrador se cadastrar na plataforma Copérnico emitir o orçamento do kit fotovoltaico e pedir ao seu vendedor para auxiliá-lo na operação. Para cadastro na plataforma basta entrar no site www.copernico.com.br.

Como funciona o Saque Aniversário do FGTS?

Com a publicação da Lei 13.932 de 2019, o trabalhador que possui conta vinculada do FGTS pode optar pelo sistema de Saque Aniversário, em alternativa ao tradicional Saque Rescisão do contrato de trabalho, pelo qual o dinheiro só fica disponível na demissão. A opção permite a retirada de parte do saldo da conta vinculada do FGTS, anualmente, no mês do aniversário do trabalhador.

Quem migrar para o saque aniversário e decidir voltar para a sistemática do saque-rescisão poderá solicitar a reversão a qualquer momento. Mas, a alteração somente surtirá efeito no 1º dia do 25º mês da solicitação e desde que o Empréstimo com Garantia de Saque Aniversário FGTS esteja quitado.

 

Foto: Reprodução/ A Gazeta.

Henrique Hein

Henrique Hein

Atuou como repórter no jornal Correio Popular e na Rádio Trianon. Possui experiência em produção de podcast, programas de rádio, entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Acompanha o setor de energia solar fotovoltaica, cobrindo as editorias de Mercado e Tendências; Negócios e Empresas; Cases e Bastidores da Política.

Comentar