5 de julho de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.09GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 11,3W

BNDES vai comprar R$ 8,7 milhões em créditos de carbono

As cinco desenvolvedoras foram selecionadas com projetos de conservação (REDD+) e energia geradores

Autor: 27 de maio de 2022Investimentos e Negócios
BNDES vai comprar R$ 8,7 milhões em créditos de carbono

Entre as 11 propostas que o banco recebeu foram selecionadas desenvolvedoras

O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) divulgou nesta quinta-feira (26) a compra de R$ 8,7 milhões de crédito em carbono de cinco empresas selecionadas na Seleção da Chamada Pública para Aquisição de até R$ 10 milhões em Créditos de Carbono.

Entre as 11 propostas que o banco recebeu foram selecionadas desenvolvedoras, em conjunto com seus respectivos parceiros. São elas: Biofílica, Solví, Sustainable Carbon, Carbonext e Tembici. 

Após o processo de seleção, os projetos passarão por diligências que considerarão avaliações técnica e jurídica a serem realizadas por equipes do BNDES.

Em março de 2022, o BNDES deu início à chamada pública para aquisição de créditos de carbono, na qual foram convidados proponentes a participar de um processo seletivo para apresentação de propostas técnicas e comerciais referentes a projetos de origem REDD+ (redução de emissões provenientes de desmatamento e degradação florestal), reflorestamento e energia, com a finalidade de aquisição de créditos de carbono pela BNDESPAR.

Bruno Laskowsky, diretor de Participações, Mercado de Capitais e Crédito Indireto do BNDES, afirma que o BNDES, por meio da iniciativa inédita de aquisição de crédito de carbono, contribui de forma importante para o fomento do mercado de carbono e reforça a cultura de descarbonização do país. 

Conheça os projetos

A Biofílica Investimentos Ambientais atua em conjunto com a Asmorex (Associação dos Moradores de Reserva Extrativista Rio Preto – Jacundá e Ribeirinhos do Rio Machado). Elas apresentaram um projeto de conservação de floresta amazônica (REDD+) que abrange 94.289 hectares nos municípios de Machadionho d’Oeste e Cujubum (RO) e também prevê ações de desenvolvimento sustentável na comunidade. 

A Carbonext Teconologia em Soluções Ambientais desenvolve, em conjunto com a Copacabana Agropecuária, Leblon Agropecuária, Ipanema Agropecuária e Bela Aliança Agropecuária, um projeto que prevê a conservação florestal (REDD+) e ações de desenvolvimento social e de biodiversidade em Bujari (AC), em uma área de 20.669 hectares. 

Já a Revita Engenharia atua em um projeto de geração de energia a partir de metano em aterro sanitário localizado em Quatá (SP). 

A Sustainable Carbon – Projetos Ambientais e a Cerâmica Gomes de Mattos propõem projeto de substituição de combustível por biomassa renovável no município de Crato (CE), que inclui ações de desenvolvimento social junto a comunidades locais. 

E, por fim, a Tembici Participações, a Transportes Sustentáveis e a M2 Soluções em Engenharia atuam em parceria por meio de disponibilização de serviço de bicicletas compartilhadas nos municípios de São Paulo (SP) e Rio de Janeiro (RJ). O projeto está enquadrado como troca de combustível na matriz de transporte.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT (Sociedade Brasileira de Medicina Tropical) e o Prêmio FEAC de Jornalismo. Já atuou como repórter e apresentadora da Rádio Brasil Campinas. Formada pela PUC Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.