5 de março de 2021
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 3,28 GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 4,90 GW

Brotas investe em solar para diminuir gastos com iluminação pública

Prefeitura instalou uma usina fotovoltaica de 100 kWp na rodoviária da cidade

Autor: 7 de janeiro de 2021janeiro 11th, 2021Brasil
Brotas investe em solar para diminuir gastos com iluminação pública

Investir em solar já virou tendência entre as cidades e estados brasileiros. O Espírito Santo, por exemplo, anunciou um programa de energia renovável, o GERAR, que irá trabalhar alguns eixos de atuação, como regulamentação, desburocratização, incentivos tributários e acesso à rede.

Sorocaba (SP) também não ficou de fora. Instalou um sistema fotovoltaico no Jardim Botânico e irá economizar cerca de 95%. Visando também reduzir as emissões de CO₂ e os gastos com energia, a prefeitura de Brotas (SP) construiu uma usina de 100 kWp na rodoviária da cidade.

Segundo Elvis de Almeida, diretor comercial da MySol, empresa responsável pela implementação do projeto, foram utilizados 238 painéis solares de 425 W e dois inversores da Intelbras. O investimento foi de cerca de R$ 300 mil.

“A prefeitura terá redução de 7% no valor da CIP (taxa de iluminação pública) – o que corresponde a uma economia de R$ 12 mil por mês. O payback, retorno de investimento, será de 5 anos”, disse Almeida, acrescentando que esse telhado da rodoviária será utilizado para gerar parte da energia que o município consome na iluminação.

O executivo destacou ainda que a ideia da prefeitura é desenvolver mais seis micro-usinas para que ajudem a compensar o consumo do CIP, fazendo com que essa verba seja utilizada em outros recursos. “É um grande exemplo em como usar a solar para benefício coletivo”.

O eletricista municipal de Brotas, Dimas Moreno, gestor de contrato de relacionamento junto a CPFL, ressaltou o objetivo de implementar mais unidades de microgeração na cidade para, em um futuro próximo, conseguirem ser o primeiro município a ter uma redução gradual desta contribuição.

“Hoje, somos a primeira cidade do Brasil a ter uma ação real em busca de diminuição desta contribuição”, enfatizou Moreno. “Ademais, estamos providenciando também a troca do nosso parque de iluminação pública para luminárias LED, que possuem melhor rendimento e menor consumo por hora”.

“Vale ressaltar que a microgeração solar, além de gerar dividendos diretamente aos cofres públicos municipais, ainda beneficia todo o Brasil com menos geração de energia, seja hídrica ou de biomassa – o que ocasiona menos emissão de carbono e menos consumo de água das fonte hídricas”, concluiu.

Foram utilizados 238 painéis solares de 425 W e dois inversores da Intelbras

Parceria com Intelbras

Em entrevista ao Canal Solar, Carlos Freitas, gerente nacional de Vendas e Projetos Especiais da Intelbras, explicou como que se deu a parceria com a MySol e a prefeitura de Brotas para a realização do projeto.

“Contamos com uma rede de integradores e instaladores em todos o território nacional. A MySol é um dos nossos principais parceiros no estado de São Paulo. Assim que o edital público foi disponibilizado, verificamos que a Intelbras possuía produtos de alta tecnologia, conforme o especificado pela prefeitura. Com as referências e capacidade técnica da MySol, fomos os ganhadores deste importante contrato”, relatou Freitas.

“A prefeitura de Brotas verificou que a instalação deste sistema fotovoltaico é um excelente negócio, com um retorno muito rápido do investimento, principalmente em telhados, pois a taxa de ‘simultaneidade de consumo’ é muito alta (consumo instantâneo da energia, sem o uso da rede da concessionária). Eles estão deixando um legado ecológico para a população e proporcionando uma grande economia para o município”, finalizou o executivo.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Experiência como produtor, repórter e apresentador em diferentes veículos de comunicação: mídia impressa, online e televisiva.

Comentar