4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Carga de energia deve ficar estável em abril, frustrando expectativas do ONS

No início do mês, Operador estimava um crescimento da demanda de 3,6%

Autor: 24 de abril de 2023Setor Elétrico
2 minutos de leitura
Carga de energia deve ficar estável em abril, frustrando expectativas do ONS

Sudeste/Centro-Oeste deve atingir o maior volume armazenado de energia desde 2011. Foto: Reprodução/ONS

A carga de energia elétrica (consumo + perdas) no SIN (Sistema Interligado Nacional) deverá atingir 70.837 MW médios em abril, crescimento de 0,3% na comparação com igual período do ano anterior. A informação consta no boletim do PMO (Programa Mensal de Operação), referente à semana operativa de 22 a 28 de abril.

O resultado, caso confirmado, representa uma grande frustração em relação à previsão apresentada pelo ONS (Operador Nacional do Sistema) no início do mês. Em 31 de março, o Operador divulgou que a previsão de carga de abril estava calculada em 73,181 MW médios, o que representaria um crescimento de 3,6%, considerando a mesma base de comparação.

Dois submercados são esperados crescimentos na carga em abril: Norte, com 6.758 MW médios (+ 15,1%), e Sul, com 11.806 MW médios (+ 2,21%). Para o Sudeste/Centro-Oeste e o Nordeste, é esperada redução de, respectivamente, 2,0% (40.879 MWmed) e 0,8% (11.394 MWmed).

As indicações para a EAR (Energia Armazenada) ao final do mês se mantêm em todo o país com percentuais superiores a 80% de EAR. O Sudeste/Centro-Oeste pode atingir EAR de 87,4% (87,1% na revisão passada).

Se o resultado para a região se confirmar, será o maior volume para abril desde 2011 (87,8%). As projeções indicam que o Sul terá 84,6% (ante 82,9% divulgados previamente). Para o Nordeste e o Norte, a EAR pode chegar a 90,4% (90%) e 99,7% (99,9%).

A afluência estimada para o Sudeste/Centro-Oeste ao final de abril registrou mais um crescimento. As previsões da ENA (Energia Natural Afluente) na região apontam para 101% da Média de Longo Termo (MLT), ante 96% da MLT divulgados na semana passada.

O subsistema com a ENA mais elevada em 30 de abril deve ser o Norte, com 107% da MLT. Para o Sul e o Nordeste, as perspectivas para a ENA são de 95% da MLT e 36% da MLT. Os dados são referentes ao último dia do mês, que costuma marcar o encerramento do período tipicamente úmido.

O CMO (Custo Marginal de Operação) se mantém zerado em todos os subsistemas pela décima oitava semana consecutiva. Este padrão foi iniciado no final de dezembro de 2022.

Wagner Freire

Wagner Freire

Wagner Freire é jornalista graduado pela FMU. Atuou como repórter no Jornal da Energia, Canal Energia e Agência Estado. Cobre o setor elétrico desde 2011. Possui experiência na cobertura de eventos, como leilões de energia, convenções, palestras, feiras, congressos e seminários.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.