Deye exibe portfólio de inversores híbridos e soluções all-in-one

Empresa ainda apresentou, na Intersolar Europe, os microinversores híbridos e baterias
3 minuto(s) de leitura
Deye-exibe-portfólio
Estande da Deye na Intersolar Europe. Imagem: Deye/Divulgação

A Deye apresentou, durante a Intersolar Europe – que foi realizada do dia 19 até 21 de junho em Munique, na Alemanha – suas novidades para o mercado de energia solar fotovoltaica.

Entre os destaques está o microinversor híbrido de 1000 W. Permitindo a conexão de até duas baterias, o produto pode trabalhar tanto como micro, caso não tenha bateria, e como híbrido.

De acordo com a empresa, a solução permite ainda a comunicação via LORA com o smartmeter com TC, smart switch para casa inteligente e do BMS (battery management system), além de retrofit com sistemas já existentes.

Outro destaque ficou por conta do inversor híbrido de 80kW, o maior do mercado, que suporta uma tensão do banco de baterias até 1000 VCC. O equipamento – voltado para aplicações comerciais e industriais – possui duas entradas para bateria, permite 104 kW de painéis fotovoltaicos e até 10 inversores em paralelo.

Além desses, a companhia exibiu a linha de inversores trifásicos híbridos para baterias de baixa tensão de até 20kW, aumentando a potência máxima a ser atingida em um sistema com este tipo de baterias, para até 200kW, com 10 peças em paralelo. O produto também conta com uma corrente de carga e descarga da bateria de até 330 A.

Soluções da empresa expostas no evento. Imagem: Canal Solar
SUN-BK80SG01. Imagem: Deye/Divulgação
SUN – 80K-SG01HP3. Imagem: Deye/Divulgação
SUN-18K. Imagem: Deye/Divulgação

Demais produtos

O BOS-A, módulo de bateria LiFePO4, também atraiu a atenção dos visitantes que estiveram na feira. Segundo a fabricante, o diferencial em relação a BOS-G é a maior carga de armazenamento 7.68 kWh por módulo e capacidade de 200 Ah, o que permite até 23 baterias no mesmo banco, totalizando 158.98 kWh.

A Deye também trouxe para o estande o all-in-one de chão que permite a mobilidade e aplicação em sistemas menores, como por exemplo em apartamentos.

Ademais, possui potência de 1000 W, com uma bateria de 2 kWh – sendo permitido colocar até cinco baterias em paralelo – além de contar com comunicação via Wi-Fi e bluetooth.

E por fim, exibiram o all-in-one de parede que integra inversor de 3 kW e bateria de 5.32 kWh. Conforme a empresa, permite 16 unidades em paralelo, possui grau de proteção IP65, ampla faixa de temperatura – operando de -20º a 55ºC – e tempo de comutação de 4 ms.

Soluções de armazenamento da Deye. Imagem: Canal Solar/Divulgação
BOS-A. Imagem: Deye/Divulgação
All in one de chão. Imagem: Deye/Divulgação
All in one de parede. Imagem: Deye/Divulgação

Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

2 respostas

  1. Brasil vai demorar pro pessoal entender que na maioria das aplicações seria muito vantajoso kits com inversores híbridos, mesmo sem muitas baterias inicialmente, evita retrofit e várias configurações, inclusive INJETAR NO HORA PONTA (CEMIG tava dando parecer pra isso, agora só falta eles não compensarem o hora ponta. Kkkkkk) será a controvérsia das controvérsias da inversão de fluxo) kkk

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal