19 de agosto de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5,61GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 12,3W

Fabricantes pedem ao governo chinês que alivie os limites do vidro solar

No documento, direcionado ao governo chinês, os fabricantes ainda destacaram que o fornecimento de vidro e seu preço estão ‘descontrolados’

Autor: 5 de novembro de 2020novembro 11th, 2020Mundo

A capacidade produtiva de vidro enfrenta uma grave escassez na China, prejudicando a indústria fotovoltaica. Isso ocorre devido às limitações impostas pelo governo chinês. É o que afirma a carta assinada e publicada pelas fabricantes JA Solar, Jinko Solar, Risen, Canadian Solar e LONGi em seus respectivos sites.

No documento, direcionado ao governo chinês, os fabricantes ainda destacaram que o fornecimento de vidro e seu preço estão ‘descontrolados’, afetando diretamente a produção de módulos e dificultando a entrega de muitos pedidos no exterior, o que prejudica não apenas a reputação das empresas, mas a do próprio país.

Após apontar a crise devido à indisponibilidade do vidro para a produção de painéis fotovoltaicos, as fabricantes pedem que sejam reavaliadas as restrições com relação à produção de vidro solar no país.

O governo chinês afirma que as restrições, impostas há dois anos pelo MIT (Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China), foram adotadas por questões ambientais, já que o país pretende alcançar a neutralidade de carbono antes de 2060 e a produção de vidro é uma das indústrias que consome muita energia.

Porém, as fabricantes enfatizam que tais restrições estão provocando um gargalo na indústria fotovoltaica, pois o fornecimento de material é insuficiente.

“A capacidade de produção de vidro foi seriamente deixada para trás. O fornecimento é insuficiente e as fabricantes já enfrentaram atrasos de entrega em grande escala. Espera-se que as empresas de investimento em usinas de energia entendam a situação atual e respondam ativamente a ela para evitar ou reduzir as perdas causadas por prazos de conexão à rede perdidos”, destaca a carta.

“As fabricantes de vidros devem tomar a iniciativa e trabalhar em conjunto com as empresas de módulos para garantir o abastecimento, mantendo sempre o desenvolvimento saudável do mercado fotovoltaico numa perspetiva sustentável”, conclui o comunicado.

Em entrevista ao Canal Solar, Fernando Castro, diretor de vendas da Risen, ressaltou que empresa está trabalhando internamente para que o fornecimento volte a se regularizar antes de abril de 2021. “Esperamos muito positivamente que o governo chinês ajude a solucionar essa situação, pois o problema é muito sério e afeta todo mercado mundial neste momento de retomada”.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.