21 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

GIZ Brasil abre licitação para aquisição de planta de H2V

Usina será instalada no campus da UNIFEI e fará parte do Centro de Hidrogênio Verde

Autor: 14 de junho de 2022Brasil
3 minutos de leitura
GIZ Brasil abre licitação para aquisição de planta de H2V

Objetivo é fortalecer a aplicação do hidrogênio verde no Brasil. Foto: Reprodução

A GIZ Brasil anunciou que abriu licitação para a aquisição de uma planta de eletrólise de hidrogênio verde, incluindo os equipamentos, instalação, comissionamento e treinamento dos profissionais envolvidos.

A planta será instalada no campus da UNIFEI (Universidade Federal de Itajubá) e fará parte do CH2V (Centro de Hidrogênio Verde).

Segundo a empresa, o prazo final para participação no processo é dia 20 de junho às 12h (hora de Berlim, na Alemanha). As inscrições devem ser feitas por meio do link.

“Este será o primeiro projeto piloto não comercial em grande escala para demonstrar a utilização da tecnologia e promover parcerias entre a academia e empresas industriais”, disse Helinah Cardoso, coordenadora do Projeto H2Brasil da GIZ.

“O principal resultado esperado é aumentar o interesse em utilizar o hidrogênio verde como um recurso renovável e fortalecer sua aplicação no Brasil”, destacou.

De acordo com ela, o projeto é, portanto, uma importante pedra fundamental para o desenvolvimento de uma indústria de H2V no país e dá aos fabricantes a oportunidade de apresentar os produtos aos tomadores de decisão do governo e do setor privado como um dos primeiros projetos de demonstração na América Latina.

Mais sobre a iniciativa

O Centro de Hidrogênio Verde da UNIFEI é apoiado pelo projeto H2Brasil da GIZ e vai investir no desenvolvimento de programas de pesquisa e inovação tecnológica.

A ideia, de acordo com a GIZ, é que o Centro funcione como um laboratório para estudos sobre o desenvolvimento de tecnologias com hidrogênio verde, produção e aplicação em diversos setores.

A partir da construção da unidade de produção e armazenamento de H2V, a iniciativa pretende agregar várias frentes de pesquisas que incluem a análise do uso desta tecnologia em processos industriais, na geração de energia elétrica e na busca por alternativas sustentáveis para a mobilidade urbana.

Também está prevista a criação de cursos de graduação, pós-graduação e especialização que promovam geração de conhecimento e troca de experiências.

Os trabalhos incluem, ainda, experimentos sobre a aplicação do hidrogênio verde junto a empresas siderúrgicas instaladas em Minas Gerais, bem como a elaboração de um sistema de abastecimento de veículos movidos à H2V para testes em ônibus que operam na cidade de Itajubá.

“Tudo isso por meio de uma planta de eletrólise com potência instalada de cerca de 1 MW, o que produz 200 Nm3/hora de hidrogênio”, afirmou a GIZ Brasil.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.