Hoymiles lança microinversor de 5.000 W 

MiT 8 em 1 tem garantia de 25 anos, 4 MPPTs e pode operar em temperaturas que variam de -40°C a 65°C
3 minuto(s) de leitura
hoymiles-lança-microinversor
Produto possui grau de proteção IP67. Imagem: Hoymiles/Divulgação

A Hoymiles lançou para o mercado fotovoltaico um microinversor 8 em 1 de 5.000 W – projetado para projetos C&I (comerciais e industriais) e residenciais de grande porte. 

“O MiT (série MIT-5000-8T) da Hoymiles pode mudar o jogo. Ele tem toda a potência que o setor está procurando e é extremamente econômico. Estamos muito animados – parece um grande passo à frente”, disse o Dr. Yang Bo, CEO & Founder da Hoymiles.

Segundo ele, o equipamento tem garantia de 25 anos – um grande avanço, já que a maioria dos inversores tradicionais atualmente precisa ser substituída pelo menos a cada 10 anos. 

Isso significa que os clientes economizarão de várias maneiras: no custo da substituição de um microinversor em si, bem como em todas as despesas associadas, desde os custos de mão de obra até os custos de energia durante o tempo de inatividade.

Segurança incorporada

Cada entrada do produto suporta dois painéis solares conectados em série, o que é adequado para aplicações com tensão CC segura abaixo de 120 V/140 V, dependendo da versão do MiT escolhida para o projeto. 

De acordo com a empresa, isso elimina a causa número um de incêndios em sistemas fotovoltaicos: arco de alta tensão CC, de modo que a propriedade e segurança pessoal estão cobertas desde o início.

Ainda conforme a fabricante, a realidade é que a maioria dos telhados não é perfeita para painéis solares: os mesmos geralmente são orientados em várias direções e quase sempre têm algumas áreas de sombra. 

No caso dos inversores tradicionais, mesmo que uma pequena área de um módulo esteja na sombra, isso reduz a potência de saída de todo o conjunto. Portanto, é difícil para os inversores tradicionais utilizarem totalmente a área disponível no telhado.

“Isso não se aplica ao microinversor MiT da Hoymiles. Ele pode ser instalado em praticamente qualquer telhado, sem a necessidade de se preocupar com o fato de as condições não ideais afetarem o desempenho da matriz”, ressaltou o executivo.

Mais desempenho

Para gerar o máximo de energia, o MiT tem quatro MPPTs que garantem que cada módulo fotovoltaico gere a saída ideal. A tensão mínima do MPPT é de apenas 12 V, de modo que o microinversor começa a funcionar mais cedo e pode trabalhar com pouca luz. Os usuários obtêm menos tempo de inatividade e mais horas gerando energia útil e, por fim, melhor ROI. 

Segundo a companhia, tudo isso é possível mesmo em condições extremas, pois o Hoymiles MiT foi projetado para operar com eficiência em temperaturas que variam de -40°C a 65°C. Além disso, o equipamento é resistente, com proteção IP67 de nível industrial contra chuva, neve, vento, sujeira e poeira.

“O MiT foi lançado em um jantar especial na noite do dia 12 de junho em Shanghai, na China, e será apresentado durante a SNEC. Em breve, estará disponível para o mercado brasileiro durante a Intersolar South America, que será realizada em agosto”, finalizou Debora Garcez, gerente de Marketing LATAM da Hoymiles.  

Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

17 respostas

  1. Acabei de baixar o datasheet e me preocupou o range de corrente máxima de 4x20A. A ideia é colocar duas placas em paralelo, o que permitiria 10A por placa, que em termos de módulos atuais corresponderia a módulos de 500W.

    1. Neste modelo as placas são ligadas em série e não em paralelo. Então soma às tensão das placas e se mantém a corrente das mesmas. Exemplo: Duas placas com tensão de 60 V e corrente de 18 A. Ao colocar em série vai ficar 120 V e 18 A.

    1. Se pretender ligar 3 módulos em série por entrada, é necessário ter em conta a tensão máxima de entrada. O datasheet em português em breve estará disponível em nossa página dos fabricantes do Canal Solar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal