JA Solar afirma que as operações da empresa não foram afetadas

A JA Solar ainda afirmou que investigações internas foram realizadas e não foi constatado nenhum caso de fraude

A fabricante de módulos JA Solar informou, em um comunicado oficial em seu site, que suas atividades operacionais estão sendo realizadas normalmente, e que possui rígidos controles internos de governança.

Além disso, afirmou que está acompanhando as investigações sobre o presidente da empresa, Jin Baofang. O executivo foi detido pelas autoridades chinesas, devido a possíveis irregularidades em suas finanças pessoais.

A JA Solar ainda afirmou que investigações internas foram realizadas e não foi constatado nenhum caso de fraude financeira ou outros atos ilegais que possam prejudicar os acionistas da empresa.

Após o comunicado, as ações da fabricante caíram 10% no dia 9 de novembro, variando negativamente de 40.53 CNY para 32.83 CNY e fechou dia 10 de novembro com elevação de 1,98, registrando 33.48 CNY. O valor de mercado da empresa, segundo Shenzen Sotock Market, é de USD 8 bilhões.

A JA Solar é uma das fabricantes do setor fotovoltaico com maior faturamento e ótimo índice de bankability segundo ranking da BloombergNEF. No terceiro trimestre deste ano, a empresa registrou lucro líquido de US$ 89,5 milhões, de acordo com balanço divulgado recentemente. Já a receita operacional foi de US$ 879 milhões, uma alta de 25% em relação ao mesmo período de 2019.

Imagem de Ericka Araújo
Ericka Araújo
Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal