Média mensal de adesões ao mercado livre é a maior desde 2016

O ramo de Serviços foi o que registrou o maior percentual de adesões

O mercado livre de energia registrou ao longo deste ano a maior média mensal de adesões de consumidores desde 2016. Segundo dados da CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica), nos primeiros seis meses de 2020, aproximadamente 140 agentes migraram mensalmente para o ALC (Ambiente de Contratação Livre). No ano passado, essa média foi de 118.

Com essa movimentação, o mercado livre encerrou o primeiro semestre de 2020 com 7.812 consumidores habilitados, uma alta de 22,9%% na comparação com o mesmo período do ano passado.

Ainda de acordo com a CCEE, somente em junho, foram registrados 1.049 processos de migração, sendo a maior parte de consumidores especiais, com 796 novos pedidos em análise. O número representa uma alta de 41% em comparação com o mesmo período de 2019.

A CCEE atribui a movimentação no mercado livre ao aumento de 25% no número de consumidores especiais. Além disso, o volume de consumidores livres também cresceu, aproximadamente 9%.

Só em junho, 161 novos agentes se associaram à organização, sendo 129 consumidores especiais e 11 livres, além de quatro novas comercializadoras e 17 usinas classificadas como produtores independentes de energia.

Do total de consumidores que aderiram ao mercado livre em junho, 102 possuem carga de até 1 MW. Outros 22 possuem carga entre 1 MW e 1,99 MW e 11 adesões têm carga superior a 2 MW. O ramo de Serviços foi o que registrou o maior percentual de adesões.

Ao final do mês, eram 23 os comercializadores varejistas habilitados para atuação. Outras 21 solicitações estão sob análise. São agentes da CCEE os consumidores, as geradoras, distribuidoras, auto-produtoras e comercializadoras.

 

Imagem de Ericka Araújo
Ericka Araújo
Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal