4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Mercado livre ganha mais de 1,4 mil pontos de consumo no 1º trimestre

Setor representa 37% da demanda total de energia elétrica do Brasil, aponta levantamento da CCEE

Autor: 3 de maio de 2023fevereiro 27th, 2024Setor Elétrico
2 minutos de leitura
Mercado livre ganha mais de 1,4 mil pontos de consumo no 1º trimestre

Maioria dos novos consumidores pertence aos setores de comércio, serviços e alimentos. Foto: Freepik

O mercado livre de energia ganhou mais de 1,4 mil novas unidades consumidoras no primeiro trimestre de 2023, volume que representa um crescimento de 30% na comparação com o mesmo período do ano passado. É o que apontou a CCEE (Câmara de Comercialização de Energia Elétrica)

Segundo a entidade, considerando o avanço observado no ano, o mercado já agrupa mais de 32 mil pontos de consumo e representa 37% da demanda total de energia elétrica do Brasil.

A maior parte dos novos pontos de consumo do primeiro trimestre, cerca de 850, está na categoria Especial, que dá aos agentes o direito de escolher fontes incentivadas, como eólica, solar, biomassa e pequenas centrais hidrelétricas. O restante está na faixa Livre, que pode negociar com qualquer tipo de fonte.

Na avaliação por ramos de atividade econômica, a maioria das unidades de consumo do mercado livre está distribuída entre os setores de comércio, serviços e alimentos. Já no levantamento regional, os pontos estão mais concentrados em São Paulo (10 mil), Rio Grande do Sul (3 mil) e Minas Gerais (2,9 mil).

Ampliação do mercado livre

A CCEE afirmou que tem contribuído ativamente para a abertura do mercado livre para mais consumidores, com contribuições junto ao MME (Ministério de Minas e Energia) e a ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica). O objetivo é garantir que o processo seja sustentável, contínuo e previsível.

No entendimento da organização, essa transformação deve ser acompanhada por aprimoramentos regulatórios e pelo fortalecimento da figura do comercializador varejista, que será o responsável por representar os consumidores no dia a dia da comercialização de energia.

Em setembro de 2022, o MME publicou a Portaria 50/2022, que permite que todos os consumidores ligados na alta tensão, como indústrias e médias empresas, possam operar no mercado livre a partir de 2024.

A pasta também abriu uma Consulta Pública para contribuições do mercado com relação ao cronograma de abertura para residências, pequenas empresas, unidades rurais e do serviço público.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.