28 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,83GW

Módulo solar atinge potência de 515,8 W e estabelece novo marco na indústria

O módulo Vertex passou pelo exame completo e rigoroso da TÜV Rheinland

Autor: 30 de abril de 2020outubro 3rd, 2020Mundo
Módulo solar atinge potência de 515,8 W e estabelece novo marco na indústria

A Trina Solar anunciou que seu módulo Vertex pode atingir 515,8 W de potência, de acordo com o resultado do teste realizado pela avaliação independente da certificadora alemã TÜV Rheinland.

O Vertex obteve o certificado IEC 61215 de nível de performance de módulos fotovoltaicos e o IEC 61730 de nível de segurança. Ele é um dos primeiros módulos de potência ultra-elevada a ser certificado por instituições de teste reconhecidas internacionalmente.

“Desde que a Trina Solar começou a desenvolver módulos de potência ultra-elevada, a TÜV Rheinland participou das discussões e compartilhou sua experiência em segurança e confiabilidade de produtos.

O módulo Vertex passou pelo exame completo e rigoroso da TÜV Rheinland, e foi aprovado atingindo uma potência líder no mercado de 515,8 W. Parabenizamos a Trina Solar por suas conquistas liderando o crescimento da indústria e seu espírito inovador”, disse Chris Zou, vice-presidente de Serviços Solares da TÜV Rheinland Greater China.

Segundo Yin Rongfang, vice-diretor-geral e vice-presidente executivo da Trina Solar, o Vertex construiu uma plataforma tecnológica totalmente nova, através da integração e inovação de diversas tecnologias, como as células 210 mm de grande porte, a multi-busbar, a tecnologia de cortes avançados, não-destrutivos de três peças e o empacotamento de alta densidade.

“Com o desenvolvimento e aprimoramento da cadeia da indústria, especialmente da capacidade de fornecimento de vidro, ao adicionar mais uma coluna de células ao design de layout existente com cinco colunas, é possível aumentar a potência do módulo Vertex para mais de 600 W. Isso fornece o caminho para o desenvolvimento iterativo dos módulos FV, que continuará a impulsionar a diminuição contínua do BOS (Balanço do Sistema) e do LCOE (custo nivelado de energia) de sistemas fotovoltaicos,” completou Rongfang.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.