28 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,83GW

Módulo solar rompe barreira dos 600 W e estabelece novo marco na indústria mundial

De acordo com a Trina, os módulos podem alcançar 605 W em STC

Autor: 20 de julho de 2020outubro 3rd, 2020Mundo
Módulo solar rompe barreira dos 600 W e estabelece novo marco na indústria mundial

Um novo marco para o mercado de energia fotovoltaica: a fabricante Trina Solar anunciou na última quinta-feira (16), em conferência realizada pela empresa em sua sede em Wuxi, na China, o módulo comercial Vertex de 600W+, o primeiro do mundo que rompe a barreira dos 600 W de potência.

Vários líderes das empresas participantes da Aliança Ecológica Fotovoltaica 600W+ de Inovação Aberta – representando fabricantes de silício, waffers, células, módulos, rastreadores, inversores, materiais e equipamentos – participaram do evento de lançamento e testemunharam os novos módulos da série Vertex.

De acordo com a Trina, os módulos podem alcançar 605 W em STC (Condições Padrão de Teste), possuem eficiência de 21,2% e coeficiente de temperatura Voc (Tensão de Circuito Aberto) de -0,35%/°C. Além disso, contam com uma tecnologia de corte de célula que garante maior durabilidade.

Outra característica é o fato de possuírem um baixo Voc de 41,7 V, o que permite os projetos trabalharem com strings maiores, diluindo melhor os custos de cabos, conectores, dispositivos de proteção, entre outros. Cabe também um destaque para o elevado Isc (Corrente de Curto-Circuito) de 18,4 A.

Segundo o Dr. Zhang Yingbin, Head de Estratégia de Produtos da Trina Solar, “os módulos Vertex se destacam por uma série de inovações aplicadas, incluindo uma pastilha de silício de 210 mm e tecnologias multi busbar que conferem uma eficiência de conversão fotovoltaica de mais de 21%”.

O novo módulo possui ainda 35,3 kg e dimensões de 2172 x 1303 mm. O produto tem garantia de desempenho de 30 anos e deve estar disponível no primeiro trimestre de 2021 no Brasil.

Já para este ano, a empresa espera disponibilizar um módulo com 550 W de potência. O produto foi anunciado também durante o evento na sede da Trina.

20-07-20-canal-solar-lançamento-módulo-600W-Trina.jpgEvento de lançamento do novo módulo Vertex de 600W+ na sede da Trina Solar, em Wuxi, na China

Taxa de degradação melhorada

A taxa de degradação é o termo usado para descrever o declínio da geração que os módulos fotovoltaicos irão sofrer ao longo do tempo. Essa taxa varia de acordo com o modelo e fabricante, mas, em geral, a potência de saída dos módulos diminui cerca de 0,8% a cada ano, sendo que no primeiro ano a redução é maior: entre 1% e 3%.

Com relação ao novo módulo Vertex da Trina, eles possuem uma degradação de 2% no primeiro ano e 0,45% ano a ano.

Payback menor nos projetos

Diante destas características apontadas, a fabricante afirma que o Vertex 600W+ permite que os projetos solares tenham um menor custo BOS (Balance of System – Balanço do Sistema) e menor LCOE (Levelized Cost of Energy – Custo Nivelado de Energia), que é medida do custo médio líquido atual de geração de eletricidade para uma usina ao longo de sua vida útil. Estes aspectos proporcionam um payback – retorno de investimento – mais curto.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.