9 de maio de 2021

Carrinho

Obras da EDP no Maranhão criam 500 empregos

Empresa iniciou a operação de linha de transmissão e de subestações no estado

Autor: 30 de março de 2021Setor Elétrico
Obras da EDP no Maranhão criam 500 empregos

A EDP anunciou que concluiu as etapas para a energização e integração ao SIN (Sistema Interligado Nacional) de um dos dois trechos do Lote 07 de linhas de transmissão de energia.

Nesta primeira fase estão contempladas a linha que conecta as subestações São Luís IV e São Luís II, bem como as subestações de São Luís II e São Luís IV da EDP Transmissão MA I S.A.

Ao total, foram investidos R$ 400 milhões nas obras, que criaram 500 empregos diretos no Maranhão. O objeto do empreendimento, segundo a EDP, é aumentar o suprimento de energia elétrica no norte do estado, reforçando a infraestrutura para impulsionar o crescimento econômico da região.

“Pretendemos adquirir novos contratos no mercado primário, via leilões, e, também, no secundário, mas nosso interesse será sempre por lotes ainda não construídos, aos quais poderemos agregar nosso know-how em gestão de grandes projetos de infraestrutura e implementar a estratégia de asset rotation,” disse João Marques da Cruz, CEO da EDP no Brasil.

A segunda parte do lote 07, que contempla a linha de transmissão de 500 KV Miranda II /São Luiz II, a ser conectada à subestação Miranda II, tem previsão de energização ainda neste primeiro semestre, afirmou a empresa. 

“Mesmo em um cenário de pandemia, conseguimos manter o cronograma de antecipação de entrega da primeira parte do Lote 7. Isso foi possível graças ao nosso compromisso com a segurança e saúde de nossos colaboradores e ao empenho de fornecedores e órgãos governamentais”, destacou Luiz Otávio Henriques, vice-presidente de Geração, Transmissão e Trading da EDP no Brasil.

“Seguiremos trabalhando para antecipar também a conclusão do segundo trecho deste empreendimento que tanto contribuirá com a economia do Maranhão”, completou. 

Investimentos em Transmissão

A EDP já investiu R$ 3,3 bilhões em obras e projetos de transmissão, representando 80% da execução do CAPEX total. Serão R$ 4,1 bilhões até o fim de 2021 para a construção de mais de 1,5 mil km de linhas e de seis subestações nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Maranhão e Espírito Santo.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Experiência como produtor, repórter e apresentador em diferentes veículos de comunicação: mídia impressa, online e televisiva.

Comentar