29 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Pacto Global da ONU recebe apoio de empresas brasileiras

ONS, BNDES e Eletrobras passam a integrar iniciativas sustentáveis da Organização das Nações Unidas  

Autor: 5 de dezembro de 2023Brasil
2 minutos de leitura
Pacto Global da ONU recebe apoio de empresas brasileiras

Foto: Reprodução/ONU

O ONS (Operador Nacional do Sistema Elétrico) passou a ingressar no Pacto Global da ONU (Organização das Nações Unidas) no Brasil.

Trata-se de um acordo assinado durante a Cúpula das Nações Unidas, em 2015, que propôs uma agenda composta por 17 objetivos interconectados, desdobrados em 169 metas, com foco em superar desafios relacionados a aspectos ambientais e sociais. 

“Essa adesão reforça o compromisso do ONS com o avanço da sua estratégia que é estruturada em três pilares: mais humano, mais verde e mais social”, informou o Operador.

Representes do Pacto Global da ONU no Brasil também se reuniram nos últimos dias, durante a COP 28, com executivos do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento) e da Eletrobras para a assinatura de um acordo entre as duas empresas para a promoção da descarbonização da Amazônia e a recuperação de bacias hidrográficas brasileiras.

Leia também:

A parceria planeja a realização de investimentos em: projetos socioambientais; ações de melhoria da navegabilidade dos rios Madeira e Tocantins, além de trabalhos para interligar comunidades isoladas.

O acordo tem como foco o desenvolvimento de parcerias por meio de matchfunding de restauro ambiental para alavancar recursos que serão investidos nos fundos regionais.

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.