22 de abril de 2021
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 3,29 GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 5,35 GW

Carrinho

Pico do armazenamento de energia será em 2025, afirma Ildo Bet da PHB

Afirmação foi feita pelo co-fundador da fabricante e distribuidora de equipamentos fotovoltaicos durante participação do podcast Papo Solar

Autor: 26 de fevereiro de 2021Mundo
Pico do armazenamento de energia será em 2025, afirma Ildo Bet da PHB

Durante participação do podcast Papo Solar, o co-fundador da PHB Eletrônica, Ildo Bet, comentou sobre o mercado de armazenamento de energia no Brasil e no mundo e como os veículos elétricos são essenciais como ferramenta de impulsionamento desta solução. 

“Eu sempre digo que penso cinco anos à frente e persisto para ver o resultado. Neste caso, para mim, o grande pico do armazenamento será em 2025, onde veremos o mesmo subindo em um rampa exponencial”, disse Bet. 

“A gente pode conseguir dizer para a distribuidora: ‘tudo bem, tu quer cobrar o fio por um preço alto? Eu vou armazenar. E se eu armazenar eu não vou pagar o fio para ti, irei ficar com a energia para usá-la a noite’. Então, o que me motiva é a bateria, ou seja, o armazenamento como o futuro”, destacou. 

Ainda de acordo com o especialista, a PHB está trabalhando em projetos de P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) para regular frequência e tensão com contêineres e estão fazendo soluções híbridas para alavancar ainda mais esse mercado. 

Um dos fatores que está contribuindo para tal crescimento é o preço das baterias de íon-lítio, que apresentou uma queda significativa nos últimos anos. Segundo pesquisa realizada pela BNEF (BloombergNEF), os valores, que estavam acima de US$ 1.100 por kWh em 2010, caíram para US$ 137 / kWh em 2020, ou seja, uma queda de 89%.

As reduções, de acordo com a BNEF, aconteceram devido ao aumento de pedidos, ao crescimento das vendas de VEs (veículos elétricos) e à introdução de novos designs de embalagens.

Mobilidade elétrica

Ao longo do podcast, o executivo ressaltou também o papel dos VEs para impulsionar o segmento de armazenamento. Para ele, o setor deslanchará quando tiver alta taxa de penetração de carros elétricos no mundo. 

“O veículo elétrico vai acontecer no Brasil. Estamos já nesse processo. No caso, eu digo que a sopa já está pronta lá fora e, assim, vamos tomar a sopa pronta aqui. Mas eu gostaria de fazer essa sopa nacionalmente. Ou seja, temos que desenvolver a célula da bateria no país”, concluiu. 

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Experiência como produtor, repórter e apresentador em diferentes veículos de comunicação: mídia impressa, online e televisiva.

Comentar