4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

PotencializEE projeta 200 GWh de economia em PMEs industriais

Primeiros 50 diagnósticos de eficiência energética apontam também potencial de redução de emissão de 42.695 tCO²

Autor: 1 de março de 2023março 3rd, 2023Setor Elétrico
3 minutos de leitura
PotencializEE projeta 200 GWh de economia em PMEs industriais

PotencializEE contabiliza 867 pequenas e médias indústrias no estado de São Paulo inscritas até o momento. Foto: Freepik

Os primeiros 50 diagnósticos de eficiência energética realizados pelo Programa PotencializEE em PMEs (Pequenas e Médias Empresas) industriais do estado de São Paulo têm potencial de economia de energia de aproximadamente 200 GWh.

Esse número representa 27% da meta total de economia do projeto até 2024, de 7.267 GWh – que equivale ao consumo anual de todo o Distrito Federal. Tais diagnósticos apontam também um potencial de redução de emissão de 42.695 tCO² na atmosfera.

“Na etapa de diagnóstico, os especialistas do SENAI-SP, parceiro técnico do programa, fazem um estudo detalhado das instalações da indústria e identificam oportunidades de eficientização, ou seja, quais medidas poderiam ser tomadas para reduzir o consumo energético daquela planta”, explicaram.

Elas vão desde ações como a identificação de pequenos vazamentos de ar, por exemplo, que acabam desperdiçando energia ou mesmo a recuperação de calor residual, aproveitamento de energia solar térmica, bem como a troca de caldeiras, motores e outros por equipamentos que consomem menos desse insumo dependendo de cada caso.

A Hausthene Poliuretanos é uma das 50 indústrias que já finalizou a etapa de diagnóstico do programa PotencializEE. Neste caso, constatou-se que, com uma série de adaptações na parte de iluminação, sistema de ar comprimido e substituição do isolamento térmico, a indústria terá uma economia anual de R$ 156 mil. Em apenas 3,73 anos, o aporte total estimado de R$ 583 mil seria totalmente pago.

“Ficamos muito satisfeitos com os resultados dessa etapa de diagnóstico. Nós já tínhamos a percepção de que era possível reduzir o consumo de energia, mas foi com o Programa PotencializEE que conseguimos todo o suporte técnico necessário para ver essa economia transformada em números”, disse Paulo Tezza, diretor geral da Hausthene.

O Programa tem o objetivo de atender 1 mil empresas até 2024 com diagnósticos e implementar 425 projetos de eficiência energética. A previsão é de mais de 150 horas de trabalho dos especialistas do SENAI-SP em cada companhia que pretende realizar um projeto de eficiência energética.

Como participar do PotencializEE

Iniciado em 2021, o PotencializEE contabiliza 867 pequenas e médias indústrias no estado de São Paulo inscritas até o momento. Para participar, é preciso se inscrever no site do programa para receber o pré-diagnóstico gratuito.

Neste pré-diagnóstico, o programa entra em contato para agendar a visita de um especialista do SENAI, que fará um levantamento prévio da situação estrutural, com recomendações básicas de melhorias.

Se for identificado potencial significativo de economia de energia, a próxima etapa é a contratação de um diagnóstico subsidiado mais profundo para a elaboração de um projeto de eficiência energética e, finalmente, a implementação. Esta última etapa é opcional, cabendo à empresa implementar ou não.

Caso opte pela implementação, o PotencializEE possui parceiros financeiros que facilitam o fornecimento de crédito e financiamento para esses projetos de eficiência energética, bem como um banco de dados com fornecedores credenciados para facilitar a aquisição e realização do projeto.

Sobre o PotencializEE

O PotencializEE é um programa de Cooperação Brasil-Alemanha para o Desenvolvimento Sustentável, liderado pelo MME (Ministério de Minas e Energia) e coordenado em parceria com a GIZ Brasil, Agência Alemã de Cooperação Internacional.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.