23 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,4GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,6GW

Produção de eletricidade a partir de combustíveis fósseis cai nos países da OCDE

Queda em novembro foi de 2,8%, em grande parte devido à redução da geração termelétrica a carvão

Autor: 16 de fevereiro de 2024fevereiro 19th, 2024Mundo
3 minutos de leitura
Produção de eletricidade a partir de combustíveis fósseis cai nos países da OCDE

Imagem: Pixabay

Em novembro de 2023, a produção de eletricidade a partir de combustíveis fósseis continuou em declínio nos países da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), enquanto a participação das energias renováveis permaneceu em crescimento

Segundo a IEA (Agência Internacional de Energia, em português), a produção líquida de eletricidade no penúltimo mês do ano passado totalizou 862 TWh nos países da OCDE, aumento de 1,6% em relação ao mesmo período de 2022. 

A geração de eletricidade a partir de combustíveis fósseis diminuiu (2,8%), em grande parte devido à redução da produção das termelétricas a carvão (-8,8%). Essa tendência foi verificada em vários países da OCDE, com destaque para Estados Unidos (-8,7%), Alemanha (-26,7%), Polônia (18,7%), Japão (-7,7%) e Turquia (-10,7%). 

Por outro lado, em novembro a produção de eletricidade a partir de energias renováveis manteve-se superior ao mesmo período do ano passado (+6%), uma tendência que tem sido consistente desde julho de 2023, impulsionada pela maior produção de energia eólica (+5,1%) e solar fotovoltaica (10,9%). 

Na OCDE Europa, as hidrelétricas deram uma grande contribuição para o aumento das energias renováveis (32,9%), uma vez que a região registrou um final de Verão e um Outono mais húmidos do que em 2022. 

A geração de energia nuclear aumentou 6% em novembro de 2023, à medida que a produção na França se recuperou, mas ainda aquém dos níveis de 2021. Na OCDE Ásia-Oceânia, o Japão (34,1%) e a Coreia (12,2%) também registram aumento da energia nuclear. 

Na Coreia, a produção de energias renováveis foi forte em novembro de 2023, atingindo 5,5 TWh, aumento de 21,9% em comparação ao mesmo mês de 2022.

Todas as tecnologias renováveis contribuíram para esta variação positiva, liderada pela energia eólica (+82,9%), combustíveis renováveis (31,5%), solar (+13,1%) e, em menor grau, pelas hidrelétricas (+7,5%). No geral, as energias renováveis forneceram 9,4% da produção líquida total de eletricidade do país.

Os dados constam na última edição do Monthly Electricity Statistics (Estatísticas Mensais de Eletricidade da IEA). Clique aqui para acessar o estudo completo.


Todo o conteúdo do Canal Solar é resguardado pela lei de direitos autorais, e fica expressamente proibida a reprodução parcial ou total deste site em qualquer meio. Caso tenha interesse em colaborar ou reutilizar parte do nosso material, solicitamos que entre em contato através do e-mail: [email protected].

Wagner Freire

Wagner Freire

Wagner Freire é jornalista graduado pela FMU. Atuou como repórter no Jornal da Energia, Canal Energia e Agência Estado. Cobre o setor elétrico desde 2011. Possui experiência na cobertura de eventos, como leilões de energia, convenções, palestras, feiras, congressos e seminários.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.