27 de junho de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.08GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 11,2W

Tutorial SOLergo: projetos FV de autoconsumo remoto

Saiba como o autoconsumo remoto pode ser uma alternativa para geração de energia solar

Autor: 20 de abril de 2020novembro 8th, 2020Artigos técnicos
Tutorial SOLergo: projetos FV de autoconsumo remoto

A partir das suas últimas atualizações, é possível modelar projetos no SOLergo que se encaixam na modalidade de autoconsumo remoto, geração compartilhada e empreendimentos com múltiplas unidades consumidoras (condomínio ou EMUC).

A modalidade de autoconsumo remoto é aquela onde há a construção de um sistema fotovoltaico em que o excedente de crédito é consumido em outra localidade, desde que a titularidade da unidade consumidora com o gerador e a unidade consumidora onde se utilizam os créditos seja a mesma.

A GC (geração compartilhada) é aquela em que um gerador exporta seu crédito de energia para um grupo de pessoas físicas ou pessoas jurídicas, sem que necessariamente a titularidade da unidade geradora seja a mesma.  Cada unidade recebe créditos de acordo com suas cotas de participação na usina.

A modalidade de geração em condomínio é aquela em que o gerador é de posse de um condomínio e os créditos são direcionados para membros do condomínio, dadas as ressalvas contidas nas regulamentações REN 482 e 687 (Resoluções Normativas 482/2012 e 687/2015).

Tutorial

1º Passo

Na tela inicial do programa, preencha as informações básicas do projeto e selecione a modalidade de geração desejada.

Neste exemplo teremos uma fazenda que exportará energia para uma loja e uma residência, todas com o mesmo CNPJ no cadastro da unidade consumidora, portanto na modalidade autoconsumo remoto.

20200415 canal solar solergo autoconsumo fig01

2º Passo

Na seção “Consumo”, subseção “Unidade Consumidora”, você poderá adicionar  as unidades consumidoras que receberão a energia excedente da unidade com gerador.

É importante informar qual a tarifa em que as unidades que exportam e recebem os créditos se encontram. As resoluções 482 e 687 permitem que o crédito seja gerado e consumido entre consumidores dos grupos A e B e com tarifas diferenciadas.

20200415 canal solar solergo autoconsumo fig02

3º Passo

Para adicionar o perfil de consumo de cada unidade consumidora clique nos três pontos da linha correspondente da coluna consumo anual. Complete o consumo mensal de cada unidade geradora conforme a figura abaixo.

20200415 canal solar solergo autoconsumo fig03

O SOLergo pode indicar a porcentagem de crédito que deve ser exportada para cada unidade consumidora. Para isto, basta selecionar a opção “Calcular crédito alocado”.

20200415 canal solar solergo autoconsumo fig04

Pronto. O software considerará a quantidade de créditos necessária para sugerir uma potência do sistema na seção “Componentes”. Também é possível agora verificar as simulações financeiras em cada unidade consumidora cadastrada ou do sistema completo.

20200415 canal solar solergo autoconsumo fig05


Mateus Vinturini

Mateus Vinturini

Especialista em sistemas fotovoltaicos e engenheiro eletricista graduado pela UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas). Entusiasta de ciências e tecnologia, com experiência no ramo da energia solar, tanto no âmbito comercial como em projeto, dimensionamento e instalação de sistemas fotovoltaicos. 

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.