21 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

UFR aposta em solar para suprir todo consumo energético do campus

Universidade Federal de Rondonópolis inaugurou duas usinas fotovoltaicas para promover economia e sustentabilidade

Autor: 7 de outubro de 2021novembro 1st, 2021Brasil
2 minutos de leitura
UFR aposta em solar para suprir todo consumo energético do campus

A UFR (Universidade Federal de Rondonópolis) inaugurou, na última quinta-feira (30), duas usinas fotovoltaicas. De acordo com a SINFRA (Secretaria de Infraestrutura), este é o maior projeto do gênero entre todas as instituições públicas do país. 

A Pasta traçou uma estimativa de utilização de energia baseada no ano de 2019 (para calcular a média de consumo pré-pandemia). Somando os gastos do campus universitário com a CEU (Casa do Estudante Universitário), o consumo mensal aproximado foi de 195.969,33 kWh. 

As duas plantas solares têm expectativa de geração de 219.920,60 kWh mensais, o que significa que conseguirá suprir integralmente a necessidade elétrica do campus. Em entrevista ao jornal A Tribuna Mato Grosso, a professora Analy Castilho, reitora da UFR, explicou que a usina fotovoltaica I, que já está em pleno funcionamento, tem capacidade de 61,2 kWp. 

A instalação é resultado da Chamada Pública de 2019 realizada pela Energisa Mato Grosso, no âmbito do Programa de Eficiência Energética da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica), no qual a UFR (na época campus UFMT) foi contemplada.

A usina fotovoltaica I é uma parceria com a Energisa Soluções e tem capacidade de 61,2 kWp

Já a usina fotovoltaica II, construída com recursos de emenda parlamentar e do Ministério da Educação, tem capacidade de 1.811 kWp. O projeto está em fase de implantação e futuramente garantirá autossuficiência energética para a instituição. 

Uma terceira planta está prevista para ser instalada em 2022, fruto de outra chamada pública do Programa de Eficiência Energética da ANEEL. A redução esperada com as contas de luz equivale a aproximadamente 20% do valor de custeio total da universidade, fazendo com que esta economia possa ser investida em outras áreas da instituição.

Leia mais: Harvard anuncia fim dos investimentos em combustíveis fósseis

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.