28 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,84GW

WDC irá lançar marca própria de geradores FV em 2022

Empresa investirá também na comercialização de sistemas híbridos de energia solar

Autor: 22 de dezembro de 2021Entrevistas
WDC irá lançar marca própria de geradores FV em 2022

David Sanfins, gestor comercial da unidade de negócio de energia solar na WDC Networks. Foto: WDC/divulgação

Para o ano de 2022, a WDC investirá muito forte no segmento de Digital Power irá lançar uma marca própria de geradores de energia fotovoltaica. É o que afirmou David Sanfins, gestor comercial da unidade de negócio de energia solar na WDC Networks.

Em entrevista ao Canal Solar, o executivo comentou sobre a área de atuação da empresa, parcerias estratégicas firmadas em 2021, bem como traçou perspectivas para o setor e destacou as novidades da WDC para o ano que vem. Confira:

Leia mais: LONGi e WDC firmam parceria com foco em GD no Brasil

Como é a atuação da WDC no mercado de energia solar? Quais soluções oferece?

A WDC, desde janeiro de 2020, atua fornecendo geradores em todo mercado nacional. Tem como diferencial o atendimento humanizado e personalizado, além de oferecer personalização na configuração dos geradores de acordo com o projeto do cliente.

Trazemos ao setor sempre as melhores soluções em equipamentos, prezando pela qualidade e garantia de entrega da melhor eficiência em geração de eletricidade. Nosso posicionamento é alinhar o que há de melhor em produtos e atendimento, garantindo sempre a satisfação dos nossos parceiros e descomplicando o segmento fotovoltaico no Brasil.

Qual foi a importância da Intersolar South America para a empresa expandir a marca no setor fotovoltaico?

A Intersolar South America, após 2 longos anos sem nenhuma feira no setor, surpreendeu a todos que esperaram sedentos para o retorno do evento e ver as novidades do mercado. Foi a primeira Intersolar que a WDC Networks participou e podemos dizer que ficamos muito satisfeitos com o prestígio de nossos parceiros e acolhimento que tivemos pelo público.

Na feira foi possível ver que finalmente o mercado de energia solar brasileiro está em amadurecimento, onde as empresas de engenharia, as integradoras e as distribuidoras estão se estruturando, ganhando cada vez mais know-how e se posicionando no setor. Isso para nós é motivo de grande satisfação por ver nossos parceiros crescendo.

Quais as principais parcerias estratégicas foram firmadas em 2021?

Em 2021 nós fechamos grandes parcerias com marcas de destaque no cenário mundial e nacional, sempre prezando pela qualidade dos equipamentos.

Firmamos uma estratégica com a gigante Huawei de modo a desenvolver não somente o mercado fotovoltaico, como toda a infraestrutura de energia (Digital Power) que abrange todo o mercado residencial, industrial, de transporte e telecomunicações, com sistemas híbridos e uso intensivo de inteligência artificial.

Dentre esses acordos, iniciamos e consolidamos uma grande parceria com a Jinko para fornecimentos de módulos e Solis para fornecimento de inversores. Ademais, mantivemos em nosso portifólio grandes marcas nacionais, como a SSM estruturas metálicas, que garante o melhor em qualidade e garantia nas nossas estruturas de fixação.

Qual a sua análise do setor solar no Brasil?

O segmento de energia solar está passando por um grande processo de profissionalização. A distribuição e o segmento de geração distribuída estão em uma forte seleção natural onde as empresas que estão se destacando são as que se fortaleceram na gestão financeira e logística.

Para o próximo ano sabemos que enfrentaremos crise financeira e cambial, aumento da taxa Selic, além de ser ano de eleição presidencial. Mesmo assim o mercado de energia solar continuará expandindo e para suportar esse crescimento as distribuidoras que estão mais estruturadas em sua capacidade financeira e logística terão grande destaque nesse período.

Poderia traçar algumas projeções para o mercado no ano que vem? Além disso, quais as novidades que a WDC irá apresentar para 2022?

Para o ano de 2022 a WDC investirá muito forte no segmento de Digital Power e comercialização de sistemas híbridos de energia solar, em parceria com a Huawei. Ademais, está previsto para abril o lançamento de uma marca própria de geradores fotovoltaicos.

Daremos também grande destaque para oferta do TaaS, uma modalidade energia como serviço (OPEX) em que o cliente pode alugar os equipamentos de geração sem a necessidade de adquirir ou financiar (CAPEX).

Leia mais: WDC Networks abre capital na B3

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de um ano, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.