27 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5.02GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,7W

1ª plataforma de testes para solar e armazenamento é construída na China

O projeto fará testes de produtos, instalações fotovoltaicas e de armazenamento em ambientes úmidos e congelados

Autor: 21 de janeiro de 2022Mundo
1ª plataforma de testes para solar e armazenamento é construída na China

A Trina Solar forneceu os módulos Vertex para a experimentação. Foto: Envato Elements

A emissora China Central Television informou que foi construída a primeira plataforma de testes para energia solar e armazenamento no país com, aproximadamente, 200 MW para a fase I de desenvolvimento.

A plataforma, que está em operação desde novembro do ano passado, é localizada em Daqing, província de Heilongjiang, no nordeste da China, e foi construída pela Huanghe Hydropower Development da State Power Investment Corporation.

Para o projeto, a Trina Solar forneceu os módulos Vertex 500 W, 550 W e 670 W para experimentação. “Estes painéis foram escolhidos uma vez que o projeto está testando produtos, sistemas e instalações de armazenamento em ambientes úmidos e congelados, de modo a apoiar o progresso da indústria solar”, disse a empresa em nota.

De acordo com a fabricante, na conclusão da fase I serão desenvolvidos estudos empíricos, experimentos e testes em novas tecnologias, produtos e soluções fotovoltaicas e de armazenamento de energia, além do levantamento de dados operacionais para construção, fabricação de equipamentos e P&D (Pesquisa e Desenvolvimento) da indústria fotovoltaica chinesa.

A plataforma é localizada em Daqing, província de Heilongjiang, no nordeste da China. Foto: reprodução

A plataforma é localizada em Daqing, província de Heilongjiang, no nordeste da China. Foto: reprodução

Módulos Vertex

A Trina enfatizou que um dos recursos de destaque dos módulos Vertex é a alta confiabilidade e eficiência de rendimento de energia em ambientes extremos, como baixas temperaturas e nevascas.

Desde junho de 2020, a companhia trabalha com uma agência terceirizada para a realização de testes rigorosos nos módulos Vertex para validar a confiabilidade mecânica dos mesmos em condições climáticas extremas.

Dentre as avaliações em processo, estão as de carga de neve não uniforme e um teste de carga mecânica de temperatura extremamente baixa. “O primeiro teste cria uma ‘carga de neve não uniforme’ o mais próximo possível da realidade, simulando a pressão desigual de uma forte queda de neve em uma superfície do módulo, especialmente na extremidade inferior”, relatou a empresa.

“Na pressão final de 7.000 Pa (equivalente a 2,8 metros de neve), a degradação da energia do módulo é de apenas 0,56%. Já o segundo, é um teste de carga estática a -40 ℃ com pressão frontal de 5.400 Pa e contrapressão de 2.400 Pa. O resultado do teste não mostra nenhuma alteração na EL (Eletroluminescência) e apenas 0,11% de degradação de energia, provando excelente desempenho mecânico em baixas temperaturas”, explicou a Trina.

Os módulos Vertex da Trina Solar são baseados em wafers de silício de 210 mm. Com tecnologia de corte não destrutiva e interconexão de alta densidade, a série oferece potência máxima de 670 W e potência de string até 41% maior para séries mais longas, reduzindo assim o número de strings e módulos e economizando custos de instalação.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro há mais de dois anos, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.