17 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,1GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,5GW

Brasil terá fábrica de fertilizantes a partir do hidrogênio verde

Projeto orçado em R$ 4,3 bilhões será construído no município de Uberaba (MG) a partir de 2024

Autor: 28 de abril de 2023Investimentos e Negócios
3 minutos de leitura
Brasil terá fábrica de fertilizantes a partir do hidrogênio verde

Área onde será instalada a fábrica de fertilizantes nitrogenados. Foto: Prefeitura de Uberaba/Divulgação

A fábrica de fertilizantes, que será construída em Uberaba (MG) no valor total de US$ 850 milhões (cerca de R$ 4,3 bilhões), deverá ter suas obras iniciadas em 2024, com a conclusão prevista para meados de 2027.

A planta utilizará uma matriz a partir de fontes renováveis, como a solar e eólica, para produção de hidrogênio verde, amônia verde e fertilizantes nitrogenados com zero carbono.

O projeto da Atlas Agro integra o plano estratégico da companhia de descarbonização da indústria de fertilizantes no Brasil. Ao todo, o espaço terá uma capacidade de produção para 500 mil toneladas de fertilizantes por ano para atender os clientes da região.

Além desta unidade, a organização também tem planos de construir pelo menos mais seis plantas de fertilizantes nitrogenados verdes no país, conforme explica Knut Karlsen, co-fundador e CEO da Atlas Agro para América Latina.

“Temos cartas de interesse de compra assinadas com vários clientes e deveremos concluir os acordos de fornecimento de fertilizantes nitrogenados zero carbono nos próximos meses”, disse ele.

Para ajudar na prospecção e seleção de fornecedores de energia renovável para a planta de Uberaba, a consultoria de energia renovável CELA (Clean Energy Latin America) foi contratada pela Atlas Agro.

De acordo com a empresa, o projeto será um marco significativo para o agronegócio nacional uma vez que atualmente 100% do fertilizante nitrogenado utilizado no país são importados de outros países, como Rússia, sendo todos eles produzidos a partir de fontes fósseis e poluentes.

“A nova planta é um importante passo para a substituição de fertilizantes estrangeiros com significativa pegada de carbono por uma produção nacional a partir de manufatura limpa e sustentável. Também se configura como uma grande oportunidade para a reindustrialização verde e a segurança alimentar no Brasil”, pontua Karlsen.

Sobre a Atlas Agro

A Atlas Agro Fertilizantes é uma empresa focada na produção de fertilizantes nitrogenados com zero emissões de carbono. A companhia tem sua sede global na Suíça e escritórios na Espanha, Estados Unidos e Brasil.

Sobre a CELA

A CELA é uma butique de investimentos que presta assessoria financeira e consultoria estratégica a empresas e investidores do setor de energia renovável na América Latina, sendo especializada nos setores de energia eólica, solar fotovoltaica, armazenamento de energia e hidrogênio verde.

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.