Campinas irá instalar painéis em hospitais e prevê economia de R$ 1,3 milhão

Prefeitura e CPFL Paulista assinam acordo para construção de usinas solares para beneficiar unidades de saúde
2 minuto(s) de leitura
Campinas irá instalar painéis em hospitais e prevê economia de R$ 1,3 milhão

Em busca de redução de gastos e sustentabilidade, a prefeitura de Campinas (SP) e a CPFL Paulista assinaram, nesta quinta-feira (8), um termo de cooperação para implantação de um projeto de eficiência energética que beneficiará hospitais na região. 

O programa consiste na instalação de usinas fotovoltaicas e na troca de 24 mil lâmpadas por modelos de LED nas unidades da Rede Mário Gatti.

Ao total, o investimento é de R$ 5,2 milhões e vai gerar uma economia anual na tarifa de energia de R$ 1,3 milhão aos cofres públicos.

Ademais, a Pasta informou que as plantas solares serão construídas também no hospital Ouro Verde, no SAMU e nas UPAS São José, Campo Grande, Carlos Lourenço e Anchieta-Metropolitana.

Leia mais: Hospitais e clínicas de saúde investem em energia solar

As obras iniciaram hoje (9) na UPA São José com previsão de conclusão em quatro dias. Depois os trabalhos começarão nas demais unidades.

É um projeto importante para a Rede Mário Gatti, especialmente porque, nesse momento da pandemia, os gastos com a área da saúde estão muito grandes, exigindo cada vez mais investimentos dos municípios. A economia com a tarifa de energia vai permitir ampliar a oferta de serviços à população”, disse o prefeito Dário Saadi.

Prefeito de Campinas, Dário Saadi, assina termo de cooperação com a CPFL Paulista para instalação de usinas solares em hospitais

Roberto Sartori, diretor-presidente da CPFL Paulista, também comentou sobre essa iniciativa e destacou que a economia gerada na conta de luz vai permitir a compra de equipamentos e aportes nas unidades de saúde. 

“O programa é importante porque permite a viabilidade financeira dos hospitais com a economia de energia, especialmente nesse momento da pandemia”, ressaltou Sartori. 

Segundo Renato Povia, diretor de Estratégia e Inovação da CPFL Energia, a empresa está investindo este ano no projeto, em sua área de concessão, R$ 150 milhões em hospitais, sendo que Campinas receberá a maior parte dos recursos, de R$ 11 milhões.

Imagem de Mateus Badra
Mateus Badra
Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Notícias Relacionadas

Receba as últimas notícias

Assine nosso boletim informativo semanal