21 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

Conta de energia terá aumento de até 11,54% no Ceará

Revisão tarifária da Enel-CE impacta 3,8 milhões de unidades consumidoras em 184 municípios do estado 

Autor: 19 de abril de 2023Conta de luz
2 minutos de leitura
Conta de energia terá aumento de até 11,54% no Ceará

Alta impactará 3,8 milhões de unidades consumidoras no Ceará. Foto: Arquivo/Agência Brasil

A ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) aprovou, nesta terça-feira (18), a revisão tarifária da Enel-CE, com um aumento médio de 3,06% a partir deste sábado (22). A decisão impacta 3,8 milhões de unidades consumidoras em 184 municípios cearenses. 

O índice máximo chega a 11,54%, no caso do consumo rural. Para clientes residenciais, a alta será de 4,6%, enquanto que para clientes de média e alta tensão (geralmente indústrias e grandes comerciais) haverá uma redução de 3,77%.

A revisão tarifária da Enel-CE é realizada a cada quatro anos, com o objetivo de, segundo a Agência, preservar o equilíbrio econômico-financeiro da concessão, reconhecendo os investimentos realizados pela companhia no período.

De acordo com a ANEEL, o cálculo da revisão das tarifas foi impactado, entre outros fatores, pelo aumento da compra de energia (+1,84%) e dos custos com transporte de energia (+1,23%).

Desde o começo do ano, a ANEEL já aprovou oito revisões e reajustes tarifários no país. Além da ENEL Ceará, a Agência também autorizou as elevações propostas pela CPFL Paulista e Santa Cruz; da Enel-RJ; da Cemig; da Light; e da Energisa Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que juntas afetaram 54 milhões de consumidores.

No momento, a ANEEL já tem perspectivas de aprovar, em breve, o reajuste e as revisões tarifárias de outras cinco distribuidoras: Enel-SP; RGE Sul; Coelba; Cosern e Energisa-SE. 

Segundo levantamento da Abraceel (Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia), a conta de luz no Brasil já acumula 70% de aumento nos últimos oito anos – um patamar mais elevado que o da inflação, que foi de 58% no período.

 

 

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.