21 de maio de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.98GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 10,6W

Ecori doa equipamentos fotovoltaicos para projeto QuiloWatt do Bem

O projeto leva energia renovável para as organizações da sociedade civil

Autor: 5 de dezembro de 2020abril 6th, 2021Licitações

A Ecori Energia Solar doou, por meio do projeto QuiloWatt do Bem, um kit fotovoltaico – módulos, micro inversores, comunicadores, cabos e estrutura de fixação – para duas unidades da ONG Aldeias infantis SOS Brasil, localizadas em Rio Bonito (SP) e Poá (SP).

Agora, o projeto QuiloWatt do Bem está em busca de uma empresa parceira para realizar a instalação dos equipamentos doados. Atualmente, cada unidade da ONG gasta, em média, R$ 2 mil por mês com energia elétrica.

“A presente iniciativa potencializa não só uma visão social em prol da comunidade, mas acima de tudo uma atitude ambiental, que permitirá contribuirmos para um ambiente acolhedor e, acima de tudo, protetor”, afirma Carlos Silva, gestor territorial da Aldeias Infantis SOS Brasil em São Paulo.

Com a doação feita pela Ecori Energia Solar, os recursos economizados pela organização com a conta de luz serão destinados ao custeio de alimentação e materiais. “Participar desta iniciativa nos dá a oportunidade de tangibilizar tudo que acreditamos, levando além da energia limpa, a oportunidade de transformar gastos em energia elétrica em novas oportunidades para quem mais precisa”, comenta Arthur Santini, diretor da Ecori Energia Solar.

“A Ecori Energia Solar é a primeira distribuidora que aceitou ser parceira do QuiloWatt do Bem. É uma empresa que se preocupa realmente com o terceiro setor”, diz Ricardo Honório, o criador do projeto QuiloWatt do Bem.

Projeto QuiloWatt do Bem

A ideia do projeto, idealizado há quatro anos, é levar energia renovável para as organizações da sociedade civil que não têm condições financeiras de custear a instalação de um sistema fotovoltaico por meio de doações de empresas parceiras. Com isso, as entidades beneficiadas podem redirecionar o dinheiro economizado com a conta de energia para o aprimoramento de seus serviços.

Segundo a ONG, os equipamentos doados são estocados até atingir quilowatts suficientes para atender a necessidade de uma das entidades inscritas no projeto. Quando a quantidade de equipamentos é atingida, a equipe do projeto QuiloWatt do Bem busca uma empresa parceira para instalar o sistema fotovoltaico na organização selecionada.

Após a instalação, a ONG escolhida é acompanhada pelo projeto e permanecerá com o sistema fotovoltaico doado enquanto houver manutenção das atividades e prestação de contas sobre a alocação dos recursos. O projeto busca a contribuição de empresas do setor solar, de companhias de outras áreas e pessoas físicas. Quando uma empresa ou uma pessoa contrata um projeto de energia solar fotovoltaica de uma empresa parceira do projeto, ela pode escolher pagar alguns quilowatts a mais e doar para o projeto.

A empresa doadora recebe um selo, que pode ser utilizado em suas ações publicitárias durante um ano. Já as companhias e pessoas físicas que contribuírem com um valor mensal para manter a parte administrativa do projeto recebem um selo de membro. “Se cada um doar um pouco, conseguimos criar uma distribuição de energia solar no terceiro setor, que seria talvez o último a receber energias de fontes renováveis”, afirma Honório.

condições especiais maio
Giuliana Olivieri

Giuliana Olivieri

Atuou como produtora de programa de entrevista na Rádio Brasil Campinas, além de elaboração de reportagens diárias, edição de áudio e vídeo. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico, cobrindo a editoria de Mercado e Negócios. Graduanda em Jornalismo na PUC Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.