21 de fevereiro de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,8GW

Estados registram recordes na geração de energia solar no 1º semestre

Minas Gerais, por exemplo, se tornou a primeira região a ultrapassar a marca de 1 GW de potência solar instalada

Autor: 8 de julho de 2021julho 14th, 2021Brasil
3 minutos de leitura
Estados registram recordes na geração de energia solar no 1º semestre

Não é novidade que os sistemas de GD (Geração Distribuída) vêm se tornando cada vez mais utilizados pelos brasileiros e que a procura por essa produção vem crescendo conforme o tempo.

Economia na fatura da conta de luz e sustentabilidade para o futuro do planeta se tornaram os principais atrativos para o investimento.

Mesmo com toda a incerteza em relação à criação ou não do Marco Legal do setor, dados da ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Fotovoltaica), obtidos pelo Canal Solar, apontam que diversos estados seguiram registrando recordes na geração fotovoltaica durante o primeiro semestre de 2021.

Minas Gerais, por exemplo, foi o primeiro estado do país a ultrapassar a marca de 1 GW em operação em residências, comércios, indústrias, propriedades rurais e prédios públicos. O território mineiro também se aproximou das 100 mil conexões operacionais, espalhadas hoje por 843 das 853 cidades da região.

No Paraná, a geração própria de energia solar já proporcionou a atração de mais de R$ 1,6 bilhões em investimentos, além da geração de quase 10 mil empregos e a arrecadação de mais de R$ 372,7 milhões aos cofres públicos.

No Rio de Janeiro, a solar tornou-se uma tecnologia presente em 100% dos municípios cariocas, com 27.294 conexões operacionais, espalhadas por todas as 92 cidades. Atualmente, são mais de 31,5 mil consumidores de energia elétrica que já contam com redução na conta de luz, maior autonomia e segurança energética. 

O mesmo está próximo de acontecer no Rio Grande do Sul, onde apenas um município ainda não conta com a geração de sistemas fotovoltaicos. Ao todo, os gaúchos contam com cerca de 86.301 consumidores de energia elétrica, que já renderam a arrecadação de quase R$ 1 bilhão aos cofres públicos.

Leia mais: Energia renovável é fundamental para minimizar crise hídrica e aumento tarifário

O Ceará é outro estado que vem se beneficiando da energia solar. A região ultrapassou, em junho, a marca de 14 mil conexões operacionais de geração própria de energia fotovoltaica em telhados e pequenos terrenos.

Trata-se de um aumento de 40% em relação a dezembro do ano passado, quando havia 10 mil unidades instaladas. Goiás e Espírito Santo também registraram números positivos ao longo do primeiro semestre de 2021.

Enquanto os goianos ultrapassaram os R$ 1,5 bilhão de aportes acumulados, os capixabas passaram a contar com todas as suas 78 cidades com sistemas fotovoltaicos em operação.

Para Rodrigo Sauaia, presidente executivo da ABSOLAR, os números apresentados mostram que a solar não só vem ganhando espaço na matriz elétrica brasileira, como também deverá exercer uma função cada vez mais estratégica para o desenvolvimento socioeconômico e sustentável do Brasil.

“A tecnologia fotovoltaica é essencial para a recuperação da economia e para aliviar a escassez de água dos reservatórios hidrelétricos, bem como para ajudar na redução da conta de luz de todos os consumidores”, disse. 

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.