2 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

EUA anuncia fundo de US$ 27 bi para projetos de energia limpa

Fundo visa financiar projetos que colaborem para o combate às mudanças climáticas

Autor: 24 de fevereiro de 2023EUA
3 minutos de leitura
EUA anuncia fundo de US$ 27 bi para projetos de energia limpa

Dinheiro será usado para financiamento de projetos que priorizem a energia limpa

O governo dos Estados Unidos deu mais um grande passo na substituição de combustíveis fósseis por energia limpa, uma das bandeiras do governo do democrata Joe Biden.

No último dia 14 de fevereiro, o governo anunciou a criação do Fundo de Redução de Gases do Efeito Estufa (Greenhouse Gase Reduction Fund – GGRF) de US$ 27 bilhões.

O fundo faz parte do pacote de medidas para a redução da inflação (Inflation Reduction Act) que, entre outras resoluções, prevê a redução de impostos para quem optar por veículos elétricos.

O dinheiro será usado para financiamento de projetos que priorizem a energia limpa em todos os Estados Unidos. O fundo será dividido em duas partes.

A primeira será voltada para que entidades sem fins lucrativos colaborem com instituições financeiras comunitárias, cooperativas, financeiras e empresas que financiam imóveis para investir em projetos que reduzam a poluição e contribuam para diminuir o valor da conta de luz das famílias.

A prioridade será famílias de baixa-renda. A previsão é que sejam investidos $20 bilhões na primeira fase. Os outros US$ 7 bilhões serão usados em projetos de expansão de energia solar nos estados.

Nesta parte, a EPA (Agência de Proteção Ambiental, em português) concederá subsídios competitivos a estados e entidades sem fins lucrativos para ajudar a implantar energia solar residencial em telhados, energia solar comunitária e armazenamento de energia solar, também com foco em comunidades desfavorecidas.

“Quando muitas pessoas estão lutando com dificuldade para pagar suas contas e para lidar com os impactos severos das mudanças climáticas, faz sentido ajudar pais de família a colocar energia solar em suas casas. Dessa forma, eles podem armazenar sua própria eletricidade, reduzir a poluição por carbono e ajudar a criar milhares de bons empregos”, afirma o senador Bernie Sanders (Partido Democrata).

A expectativa é que os editais para a inscrição de projetos de energia limpa sejam publicados em junho deste ano.

A presidente da Associação das Indústrias de Energia Solar dos EUA, Abigail Ross Hopper, aplaudiu a medida. “Esse fundo representa um grande avanço no caminho para descarbonizar rápida e equitativamente nossa rede de transmissão, com novos investimentos de grande importância na comunidade, que devemos capacitar para se beneficiar da histórica Lei de Redução da Inflação”.

Ela acrescentou: “Este programa vai financiar as organizações mais bem posicionadas para ajudar comunidades de baixa renda e desfavorecidas a acessar a energia solar por meio de doações e outras assistências financeiras, especificamente para tecnologias solares e de armazenamento de energia solar”.

Consulta popular

Segundo informações da Agência de Proteção Ambiental, em outubro do ano passado, o governo abriu para consulta pública o escopo do projeto e obteve mais de 400 respostas detalhadas. Essas respostas foram utilizadas para definir o destino dos recursos.

“Na próxima década, esse investimento nos ajudará a colher os frutos dos esforços de hoje. Estamos financiando vários projetos de energia limpa para descarbonizar comunidades – incluindo comunidades de baixa renda e desfavorecidas – nos Estados Unidos. A criação desse fundo é o primeiro passo para alcançar uma economia de energia limpa equitativa”, comentou a deputado Debbie Dingell.

Ana Paula Franco

Ana Paula Franco

Editora do jornal AcheiUSA por sete anos. Assessora de imprensa do Castro Legal Group, em Pompano Beach (Flórida). Entre 2006 e 2012, atuou como assessora de imprensa no Governo de Minas Gerais. Corresponde do Canal Solar formada pela PUC Minas, com especialização em políticas públicas pela Fundação João Pinheiro. Vive na Flórida (EUA) há oito anos.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.