16 de agosto de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 5,61GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 12,2W

Fabricante pretende operar todas as fábricas com solar

SPEL assina MOU com a Hanersun Paquistão, que será responsável pelos projetos fotovoltaicos

Autor: 3 de agosto de 2022Mundo
Fabricante pretende operar todas as fábricas com solar

SPEL e Hanersun apostam em solar na busca pela neutralidade de carbono. Foto: Envato Elements

A SPEL, uma das principais fabricantes de produtos de plásticos e embalagens de engenharia do Paquistão, assinou um MOU (Memorando de Entendimento) com a fabricante de módulos Hanersun.

De acordo com a empresa, o objetivo com esta parceria é que todas as suas fábricas passem a operar por meio de energia solar. A Hanersun será a única responsável pelos projetos futuros que contemplarão tais usinas.

O primeiro sistema desenvolvido pela SPEL e pela Hanersun Paquistão, que é uma planta fotovoltaica instalada no telhado de fábrica de 583 kW, foi comissionado em abril de 2021.

Já em abril de 2022, decidiram iniciar a cooperação com uma usina montada em solo de 756 kW em Pandoki. Além destes, mais dois projetos na fábrica de karachi e nos telhados da fábrica de Rahimyar Khan já estão na agenda da companhia.

Sobre a Hanersun

A Hanersun criou uma filial local no Paquistão em 2018 para fornecer serviços como vendas de módulos, EPC (Engenharia, Aquisição e Construção) fotovoltaico e O&M (Operação e Manutenção) de projetos.

No futuro, afirmaram que continuarão a fazer esforços no mercado internacional para construir um sistema de energia moderno limpo, de baixo consumo, seguro e eficiente para ajudar a atingir a meta de neutralidade global de carbono.

Mateus Badra

Mateus Badra

Atuou como produtor, repórter e apresentador na Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020, atuando nas editorias de Mercado e Tendências, Mobilidade Urbana, P&D e Equipamentos. Jornalista graduado pela PUC-Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.