4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

FoxESS instala usina de 1,3 MW para reduzir emissões de CO2 na fábrica

Fabricante utilizou 12 inversores e mais de 2.300 módulos monocristalinos de 550 W para a construção do sistema

Autor: 26 de dezembro de 2022Mercado de carbono
2 minutos de leitura

A FoxESS anunciou a adesão de uma usina solar no telhado de sua fábrica, localizada na cidade de Wenzhou, província de Zhejiang, na China. No total, foram utilizados 2.386 módulos fotovoltaicos monocristalinos de alta eficiência de 550 W.

De acordo com a fabricante, a planta, que cobre uma área total de 16 mil metros quadrados, possui 1,3 MW de potência instalada e conta com 12 inversores da série R com capacidade de 100 kW.

“Com esta usina de grande escala, podemos reduzir a dependência de fontes de energia tradicionais e reduzir as emissões de carbono no processo de produção de produtos, usando mais energia verde e limpa contribuída pela solar”, destacou a empresa em nota.

FoxESS instala usina de 1,3 MW para reduzir emissões de CO2 na fábrica

Inversor fotovoltaico da série R. Foto: FoxESS/Divulgação

Características da série R

A nova série R da FoxESS foi desenvolvida para atender uma faixa de potência de 75-136 kW e com máxima eficiência de 98,7%. De acordo com a companhia, é um equipamento adaptável e pode ser usado com diferentes sistemas de energia solar distribuída em larga escala, enquanto o design MPPT de 12 vias oferece a possibilidade de entradas de cordas sob medida e maior potência para projetos especiais em terrenos complexos.

O novo inversor sofreu alterações específicas para este projeto, incluindo o design, que carrega uma arte minimalista.

Design integrado de baterias FoxESS otimiza em 20% o tempo de instalação

“Não só todos os componentes são fabricados por marcas globais de primeira classe, mas o design de sobrecarga, a compatibilidade de energia, a dissipação de calor eficiente e o design de segurança da carroceria no nível C5, garantem que o produto seja seguro, estável e confiável durante longos períodos de operação de alta carga”, ressaltaram.

Além disso, a fabricante enfatizou que, em tempos que a tecnologia IoT está em constante avanço, a série R segue o mesmo ritmo, utilizando vários métodos de comunicação sem fios, como WIFI e redes móveis, mantendo a entrada da fiação de rede tradicional.

“Com um sistema de software de monitoramento remoto auto-desenvolvido e simples de usar, utilizamos o código QR no corpo do inversor para configuração do sistema, proporcionando uma experiência sem complicações ao instalador e consumidor final”, concluiu a empresa.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.