25 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,81GW

Jinko firma com a Aldo Solar o maior contrato de distribuição de sua história

Na parceria, a Aldo Solar irá distribuir os módulos Jinko alta eficiência de 400W na tecnologia mono-PERC

Autor: 21 de janeiro de 2020março 16th, 2021Brasil
Jinko firma com a Aldo Solar o maior contrato de distribuição de sua história

A Jinko Solar, uma das maiores fabricantes de módulos solares do mundo,  anunciou o maior contrato de distribuição de de sua história. O negócio foi concretizado pela filial do Brasil com a ALDO Solar, uma das principais distribuidoras de equipamentos de energia solar fotovoltaica do país. Em entrevista coletiva no dia de hoje (21/01/2020), as duas empresas anunciaram uma parceria de longo prazo para a comercialização de módulos fotovoltaicos em território brasileiro.

Globalmente a Jinko Solar projeta para 2020 um crescimento de 25% com perspectiva de entregar ao mercado cerca de 20 GW em potência. No Brasil, as operações da Jinko Solar tiveram início em 2012 e é hoje a líder no mercado da América Latina (LATAM), somando cerca de 17% de  market share.

O executivo Gustavo Tegon, Head of Sales da Jinko Solar, destacou que o mercado de Geração Distribuída brasileiro é um dos maiores da Jinko no mundo, e que 2020 será um ano de consolidação e crescimento exponencial da empresa no país.

“Buscamos parceiros que possuam os mesmos valores da Jinko e que também almejam relações sólidas e de longo prazo. Confiamos que a sinergia com a Aldo, entre diversas outras ações da empresa em solo nacional, será fundamental para alcançarmos o sucesso almejado”, explica Tegon. “Nossos módulos mono-PERC de 400W possuem 19,88% de eficiência, um atributo importante nos projetos de GD, no qual somos líderes global”.

Segundo Gustavo, a empresa, que tinha 12% de market share em 2018, com a nova parceria projeta chegar em 25% no Brasil até o fim de 2020. “A Jinko  irá investir cerca de 2 milhões na economia local, incluindo contratações e estratégias de marketing”, completou.

“O mercado de Geração Distribuída está crescendo de forma impressionante e representa o primeiro mercado-chave da Jinko na América Latina. Estamos muito satisfeitos que a ALDO Solar, um dos distribuidores mais profissionais e experientes do Brasil, tenha decidido confiar na qualidade superior dos módulos Jinko Solar neste grande acordo de distribuição, que representa um marco na história da empresa”, afirmou o Sr. Alberto Cuter, gerente geral da Jinko Solar para América Latina e Itália.

Na parceria, a Aldo Solar irá distribuir os módulos Jinko alta eficiência de 400W na tecnologia mono-PERC, em linha com a tendência dos grandes mercados de energia solar global, passando a ser o hub da Jinko Solar no Brasil, com estoque local e pronta entrega de equipamentos para Geração Distribuída. A empresa já começa receber os pedidos imediatamente, com previsão de entrega já nos primeiros dias de fevereiro. 

Segundo Aldo Teixeira, presidente da Aldo Solar, com a parceria, a distribuidora irá acrescentar 2.600 novos geradores em seu portfólio, trazendo ainda mais opções aos seus revendedores e ao mercado como um todo. “A parceria com a Jinko Solar marca mais um importante passo para o mercado brasileiro de energia solar fotovoltaica com a força de duas que são líderes em seus segmentos.

Agradecemos a confiança e estamos certos do sucesso da distribuição das soluções da Jinko no Brasil, reforçando nosso compromisso de estar sempre à frente com os melhores parceiros e produtos. Com essa parceria esperamos difundir ainda mais a energia solar e oferecer condições surpreendentes de energia limpa e mais barata a todos os brasileiros”.

Canal Solar

Canal Solar

Equipe de Engenharia do Canal Solar

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.