4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Mais de 82% da potência instalada em GD solar é do Grupo B

Dados fazem parte do relatório da ePowerBay sobre o mercado fotovoltaico nacional

Autor: 15 de fevereiro de 2023Brasil
2 minutos de leitura
Mais de 82% da potência instalada em GD solar é do Grupo B

Brasil conta com 14,2 GW de potência instalada em GD solar em usinas de baixa tensão. Foto: Simepe

No Brasil, os consumidores de energia solar do Grupo B (baixa tensão) são responsáveis pela geração de 82,3% da potência instalada no segmento de GD (geração distribuída). 

Tratam-se de consumidores caracterizados por possuírem unidades consumidoras atendidas em tensão inferior a 2,3 kV e com tarifa aplicável apenas ao consumo. 

Geralmente, se enquadram nessa categoria os consumidores de residenciais, as pequenas indústrias e os pequenos estabelecimentos comerciais.

Os dados apresentados fazem parte do novo relatório publicado ePowerBay, com dados atualizados do mês janeiro. 

De acordo com o estudo, dos 17,2 GW de potência instalada que existiam em janeiro deste ano no segmento de GD, pouco mais de 14,2 GW haviam sido gerados por meio das usinas de baixa tensão.

Já as usinas de média tensão e alta tensão somavam pouco mais de 3 GW, com 2,89 GW e 0,14 GW, respectivamente, conforme a imagem abaixo. 

Mais de 82% da potência instalada em GD solar é do Grupo B

Foto: ePowerBay

De acordo com Bernardo Marangon, sócio administrador da Exata Energia, os números apresentados pelo estudo mostram apenas que a geração distribuída junto à carga – além de ser a maior parte do mercado – continuará prosperando ao longo dos próximos anos. 

“Mesmo o setor tendo essas mudanças que aconteceram na Lei 14.300, que acabam prejudicando muito mais a geração remota e compartilhada, eu entendo que o mercado de GD vai continuar crescendo”, disse.

“Talvez não cresça tão forte como antes, porque perdemos um pouco da compensação, mas ainda continua sendo um excelente investimento”, complementou.

O executivo destacou que o fato de haver mais potência instalada em baixa tensão do que nas demais reforça ainda mais a oportunidade de investimentos em projetos de armazenamento de energia junto à carga, por meio de baterias.  

Henrique Hein

Henrique Hein

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como repórter do Jornal Correio Popular e da Rádio Trianon. Acompanha o setor elétrico brasileiro pelo Canal Solar desde fevereiro de 2021, possuindo experiência na mediação de lives e na produção de reportagens e conteúdos audiovisuais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.