17 de abril de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 13,1GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 28,5GW

Mangueirão terá usina solar com mais de 1 MWp

Estádio Olímpico do Pará contará com 2.512 painéis; economia prevista é de R$ 90 mil mensais

Autor: 28 de abril de 2023Projetos
3 minutos de leitura
Mangueirão terá usina solar com mais de 1 MWp

No total, serão instalados mais de 2.500 módulos fotovoltaicos. Foto: Roni Moreira / Ag.Pará

Conforme noticiado pelo Canal Solar em maio de 2021, o Estádio Olímpico do Pará – mais conhecido como Mangueirão – ia passar por um processo de modernização com a instalação de uma usina solar, e é o que está acontecendo.

Segundo Lucas Macedo, CEO da SDB Energia Solar, empresa responsável pelo projeto, as obras foram iniciadas em março deste ano, com previsão de término em junho. A estimativa é que o sistema de 1,14 MWp gere uma economia mensal de mais de R$ 90 mil.

“Com certeza a economia irá aliviar os cofres públicos, podendo o recurso ser destinado a melhorias em diversas formas possíveis ao Governo do Estado do Pará”, destacou.

O empreendimento terá uma geração estimada de 134 mil kWh/mês, contribuindo com uma redução de 200 toneladas de CO2 por ano. No total, serão utilizados 2.512 módulos de 455 W da Jinko Solar, 10 inversores de 110 kW da Sungrow e 80 stringboxes da Clamper.

“Esse é um tipo de projeto que fica realmente eternizado na história do nosso país. Não é todo dia que se vê uma usina fotovoltaica com mais de 1 MWp instalada sob o telhado de um estádio de futebol”, ressaltou o executivo.

“A iniciativa já faz parte do escopo da reforma completa que o estádio acabou de passar. A obra durou mais de dois anos e o Mangueirão foi inaugurado oficialmente no dia 09/04 com a realização do clássico local entre Remo x Paysandu”, disse Macedo.

Ele se refere à reforma que o estádio passou com a instalação de sistemas de captação e reaproveitamento de água da chuva, bem como a ampliação da capacidade de 35 mil para mais de 53 mil pessoas.

Além disso, as obras, que custaram cerca de R$ 146 milhões, incluíram uma nova drenagem e gramado nos padrões exigidos pela FIFA – contribuindo para a melhoria dos acessos e diversas intervenções para ampliação da segurança do público.

Na visão do CEO da SDB Energia Solar, quem acompanha futebol sabe que foi uma grande injustiça o Mangueirão não ter sido um dos estádios escolhido como uma das arenas para a Copa do Mundo de 2014..

“O povo paraense é fanático por futebol e para mitigar um pouco essa dor, quase 10 anos depois, o estádio passa por uma grande reforma contemplando inclusive a implantação da usina solar e retomando o título de maior estádio da região Norte do Brasil”, concluiu.

Mateus Badra

Mateus Badra

Jornalista graduado pela PUC-Campinas. Atuou como produtor, repórter e apresentador na TV Bandeirantes e no Metro Jornal. Acompanha o setor elétrico brasileiro desde 2020. Atualmente, é Analista de Comunicação Sênior do Canal Solar e possui experiência na cobertura de eventos internacionais.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.