28 de janeiro de 2022
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 4.63GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 8,84GW

Postos de combustíveis aderem ao uso de energia solar

Entre as redes que investem na fonte fotovoltaica estão o Ipiranga, a Shell e a Vibra Energia

Autor: 9 de setembro de 2021dezembro 28th, 2021Brasil
Postos de combustíveis aderem ao uso de energia solar

Várias empresas estão investindo na geração de energia solar para abastecer suas unidades

Buscando sustentabilidade e economia, cada vez mais postos de combustíveis estão investindo na geração de energia por meio da fonte solar para abastecer suas unidades no Brasil.

A rede Ipiranga, por exemplo, criou o Usinas Ipiranga para postos credenciados da empresa. O projeto visa contribuir no processo de transição energética da companhia, investindo em fontes renováveis e sustentabilidade com eficiência operacional. 

A estimativa da empresa é com o projeto é uma economia de até 15% na conta de energia, considerando a bandeira tarifária verde, sem ser necessária a instalação de um sistema fotovoltaico. Segundo a empresa, a expectativa é atingir se atingir uma economia acumulada de R$ 28 milhões na rede participante.

“Esse projeto faz parte de um plano estratégico e multidisciplinar focado em soluções de energia, que abrangem geração, eficiência energética, gestão e mobilidade. Já estão em fase de implementação 5 complexos de usinas: Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro e Santa Catarina”, explica a Ipiranga em nota.

Ainda de acordo com a companhia, as plantas terão a capacidade de geração anual de 23 GWh e atenderão 270 postos localizados nas mesmas áreas das distribuidoras de energia em que as usinas estão sendo construídas, seguindo a regulamentação da GD (geração distribuída).

Postos Shell 

A  empresa de geração de energia Raízen, licenciada da marca Shell, oferece aos revendedores a opção de energia solar nos postos da rede. Atualmente, são cerca de 250 postos Shell que utilizam energia solar, nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Ceará e Pernambuco.

Segundo Rafael Rebello, diretor de marketing e vendas de energia da Raízen, nos postos Shell no estado de Minas Gerais, a economia mensal chega a 20%. Nos demais estados com postos que utilizam energia solar, a redução mensal é de cerca de 10%.

Leia também: Shell assina acordo para construir 1º parque solar no Brasil

“Para a Shell, além dos benefícios do uso de uma energia mais limpa e renovável, há a redução de custos de energia elétrica. Nosso objetivo é que o ecossistema integrado da Raízen também seja capaz de levar sustentabilidade aos nossos parceiros, revendedores e clientes finais”, destaca Rebello. 

Ademais, o diretor destacou que a sustentabilidade está incorporada nas decisões e operações da empresa. “Investimos nas transformações das fontes de energia, buscando soluções que contribuam para a agenda global de transição energética de forma gradual e sustentável”. 

Postos BR

Os postos BR, por exemplo, utilizam energia solar gerada pela distribuidora Vibra Energia. Segundo a empresa, a economia mensal na conta de energia é de até 25%. 

“Na geração distribuída, oferecemos a oportunidade de aliar economia com sustentabilidade, pois toda a energia compensada nesse modelo é energia limpa, renovável e sustentável”, afirmou a Vibra em nota.  

Além disso, a empresa informou que o serviço estará disponível para os clientes localizados nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Rio de Janeiro, até o final de 2021.

“Nosso objetivo é atingir todas as regiões do Brasil até o final de 2023, permitindo que todos os nossos clientes tenham acesso a essa oportunidade de economizar com sustentabilidade”, completou. 

saj-electric
Giuliana Olivieri

Giuliana Olivieri

Atuou como produtora de programa de entrevista na Rádio Brasil Campinas, além de elaboração de reportagens diárias, edição de áudio e vídeo. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico, cobrindo a editoria de Mercado e Negócios. Graduanda em Jornalismo na PUC Campinas.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.