4 de março de 2024
solar
No Brasil Hoje

Potencia GC SolarGC 12,2GW

No Brasil Hoje

Potencia GD SolarGD 26,9GW

Presidente do Senado cancela reunião e MP 1.118/2022 deve perder validade

A medida provisória perde a validade nesta terça-feira (27)

Autor: 26 de setembro de 2022Setor Elétrico
2 minutos de leitura
Presidente do Senado cancela reunião e MP 1.118/2022 deve perder validade

Nova sessão foi convocada para o dia 4 de outubro, às 16h

Conforme antecipado pelo Canal Solar, a MP 1.118 precisaria ser votada até esta terça-feira (27) para não perder sua validade.

Apesar de ter assegurado que a medida provisória seria apreciada dentro do prazo, Rodrigo Pacheco (PSD/MG), presidente do Senado, cancelou a sessão deliberativa desta segunda-feira (26) e convocou uma nova sessão para o dia 4 de outubro, às 16h para analisar a MP 1.119/2022.

Com o cancelamento da sessão, a MP 1.118/2022, que suspende crédito tributário sobre combustível com alíquota zero, vai “caducar”.

De acordo com o Poder Executivo, a MP evita insegurança jurídica provocada pela Lei Complementar 192, de 2022. A MP foi aprovada em agosto pela Câmara dos Deputados na forma de um projeto de lei de conversão.

Na aprovação na Câmara dos deputados, foi incluído um artigo na MP que posterga o prazo para a entrada em operação dos empreendimentos que desejam manter o desconto na TUSD/TUST. O prazo, que antes era de 48 meses, agora será de 72 meses.

Com isso, os empreendimentos de GC (geração centralizada) que atuam no ACR (Ambiente de Contratação Regulada) e ACL (Ambiente de Contratação Livre) que solicitaram outorga até dia 2 de março deste ano poderão iniciar a operação de todas as suas unidades geradoras no prazo de até 72 meses, contados da data de emissão da outorga. Desta forma, esses empreendimentos contarão terão o direito de desconto nas tarifas de transmissão e distribuição.

Ericka Araújo

Ericka Araújo

Head de jornalismo do Canal Solar. Apresentadora do Papo Solar. Desde 2020, acompanha o mercado fotovoltaico. Possui experiência em produção de podcast, programas de entrevistas e elaboração de matérias jornalísticas. Em 2019, recebeu o Prêmio Jornalista Tropical 2019 pela SBMT e o Prêmio FEAC de Jornalismo.

Comentar

*Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Canal Solar.
É proibida a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes e direitos de terceiros.
O Canal Solar reserva-se o direito de vetar comentários preconceituosos, ofensivos, inadequados ou incompatíveis com os assuntos abordados nesta matéria.